O Palmeiras foi derrotado pelo Coritiba por 1 a 0 agora há pouco no Paraná. No Couto Pereira, Matheus Galdezani marcou o gol da vitória do time paranaense e decretou a terceira derrota seguida do Alviverde Paulista na competição nacional. O Coritiba é o líder com 12 pontos. O Palmeiras, com quatro, segue beirando a zona do rebaixamento.

O técnico Cuca optou por uma formação mais defensiva. Felipe Melo e Thiago Santos começaram jogando juntos, enquanto Michel Bastos apoiava o ataque. Os primeiros dez minutos foram de domínio palmeirense e por pouco o placar não foi acerto. Mas, ao entender a proposta de jogo do Verdão, o Coritiba começou a dominar a partida e a ameaçar.

Publicidade
Publicidade

De falta, Thiago Real quase abriu o placar, mas Fernando Prass tirou a bola do gol. Keno, com velocidade, tentava cair pelas pontas, mas faltava controle de bola. Willian apareceu muito pouco.

No segundo tempo, logo aos cinco minutos, o gol: Matheus recebeu lançamento longo e viu que a marcação falhou. Sozinho, resolveu deslocar Fernando Prass e tocou por cima, abrindo o placar: 1 a 0. Com a vantagem, os donos da casa começaram a diminuir um pouco o ritmo e forçar o ataque do adversário. Cuca então colocou Hyoran, Roger Guedes e Raphael Veiga. Sem sucesso. O #Palmeiras não conseguia se desvencilhar da marcação e sofreu bastante para acertar o gol.

O Coritiba, por sua vez, perdeu gol incrível na frente de Prass e por muito pouco não abriu vantagem maior. Depois foi só controlar a bola e trocar passes no ataque para garantir a vitória.

Publicidade

Cuca, nervoso, deu um bico na bola quando saia para o vestiário.

Já são três derrotas consecutivas: São Paulo, Chapecoense e Coritiba. E nenhum gol marcado. O treinador deve conversar novamente com a equipe, que já tem compromisso no sábado contra o Fluminense, no Allianz Parque, em São Paulo. Mais de 20 mil ingressos já foram vendidos e a arena estará cheia. O time vai precisar mostrar futebol se não quiser ouvir cobranças e críticas.

Crítica

Após o gol do Coritiba, muitos palmeirenses criticaram a postura de Prass no lance. Matheus deu um toque de lado, não tanto por cima, e a bola entrou. Outra parte dos palmeirenses debateram e tiraram a culpa do goleiro. O fato é que o lançamento foi de muito longe e o jogador do Coxa ficou livre, sozinho, para guardar a bola. A falha na marcação foi evidente e deve fazer Cuca repensar algumas posições. A marcação, aliás, é o ponto forte dos treinamentos da equipe na Academia. #Mercado #Brasileirão