O Palmeiras venceu o Atlético-GO, em casa, por 1 a 0, e melhorou sua posição no Campeonato Brasileiro. Agora o Verdão tem a chance de vencer a Ponte Preta em Campinas e evoluir ainda mais. O jogo do final de semana marca também a revanche, já que o time do então técnico Eduardo Baptista foi eliminado do Campeonato Paulista justamente pela Ponte. E, no primeiro jogo da semifinal, os pontepretanos venceram por 3 a 0 e praticamente não deram chance para o Alviverde.

O Brasileirão não é um dos objetivos do #Palmeiras para 2017, mas todo cuidado é pouco. Ganhar pontos e se manter na parte de cima da tabela são necessários para manter a paz e a tranquilidade para avançar na Copa Libertadores da América e também na Copa do Brasil.

Publicidade
Publicidade

O time do técnico Cuca se classificou e está nas quartas de final da competição nacional e agora vai enfrentar o Cruzeiro em dois jogos. A decisão será em Minas.

Meia de saída

Raúl Sanllehí, diretor de #Futebol do Barcelona, acompanhou o jogo treino entre Palmeiras e São Caetano na Academia de Futebol, na Barra Funda. O dirigente conheceu as instalações modernas da Academia e conversou com membros da diretoria Alviverde.

Na sala de Mattos, Raúl conversou sobre o meia Vitinho, criado na base do clube. O time espanhol tem interesse e deve bater o martelo até o final da próxima semana. O jogador já foi liberado pelo técnico Cuca, que disse 'ser muito bom' essa transferência para a carreira. O Verdão deve receber, se o Barça comprar após o empréstimo, R$ 55 milhões.

Em paralelo, o Palmeiras pode facilitar a ida de Vitinho se Raúl autorizar que Yerry Mina permaneça por mais tempo vestindo a camisa palmeirense.

Publicidade

O zagueiro colombiano já tem um acordo para defender o Barcelona a partir do meio de 2018, assim que a Copa do Mundo, que será realizada na Rússia, acabar. O Alviverde deseja contar com os serviços do zagueiro pelo menos até o final de 2018 ou meio de 2019.

As conversas ainda estão no início. O Barcelona não quer unificar as negociações e entende que a divisão é o melhor negócio. Robert Fernández, dirigente do time de Neymar, acompanhou o amistoso entre Colômbia e Camarões e se impressionou com a postura em campo de Mina. Além disso, o palmeirense assinou dois gols e ajudou muito a seleção na vitória.

Já imaginando saída precoce do jogador, Alexandre Mattos trouxe dois zagueiros: Juninho, do Coritiba, e Luan, do Vasco. Agora falta repor as saídas de Rafael Marques e Alecsandro. Pelo menos um centroavante deve chegar nos próximos dias. #Mercado