Os gols de Henrique Ceifador pelo #Fluminense no Campeonato Brasileiro têm chamado a atenção na Europa. Segundo notícia publicada pelo site do Globo Esporte, o Betis da Espanha já teria buscando informações sobre a situação do atleta no clube carioca. A reportagem ressalta que não houve ainda uma proposta oficial, mas ela poderá ser feita assim que a janela de transferência seja aberta. A multa rescisória do atacante gira em torno de 5 milhões de euros ou 18,3 milhões de reais.

O Fluminense adquiriu o atleta pela quantia de 6,6 milhões de reais e hoje detém 50% de seus direitos federativos, de acordo com balanço financeiro do próprio clube.

Publicidade
Publicidade

Seu contrato é válido até 2020. Na Espanha a janela de transferência será aberta no dia 1º de julho.

Questionado a respeito de tais sondagens, se atrapalharia seu rendimento em campo, Henrique disse que isso varia de jogador para jogador, e que pela qualidade do elenco do Fluminense, é normal que jogadores sejam especulados. O atacante já marcou seis gols neste #Brasileirão

Na quarta colocação do Campeonato Brasileiro com 10 pontos em cinco jogos, o Fluminense terá uma parada dura no próximo sábado (11), quando irá até o Allianz Parque, em São Paulo, encarar o Palmeiras, às 16 horas.

Outro artilheiro

Enquanto corre o risco de perder seu goleador, o Fluminense já se adiantou e trouxe outro jogador com faro de bola na rede. Após uma temporada jogando na filial do clube na Eslováquia, time batizado de Flu Samorin, o atacante Peu está de volta às Laranjeiras.

Publicidade

Atuando como titular, ele foi artilheiro da segunda divisão eslovaca, tendo feito 23 tentos em 32 partidas, sempre atuando como titular.

Além de Peu, o Fluminense já trouxe outros dois atletas de sua filial europeia. No início do ano já havia chegado Luiz Fernando e na última semana foi a vez de Luquinha chegar para ser observado pelo técnico Abel Braga.

De olho em revelação

Outro jogador que também pode chegar ao Fluminense é o zagueiro Walber, de 19 anos, destaque do Botafogo da Paraíba. Segundo o presidente do clube nordestino, o Tricolor já formalizou uma proposta de um ano pelo defensor, que inicialmente integraria o time sub 20 para a disputa do Campeonato Brasileiro da categoria.

Os dirigentes do clube paraibano, no entanto, não abrem mão de manter um percentual sobre os direitos federativos do atleta e assim poderem lucrar com uma futura negociação. A intenção do clube é ficar com pelo menos 40% desses direitos. #Mercado da bola