Não bastasse a derrota por 5 a 2 em pleno São Januário, o jogo contra o Corinthians trouxe outro grande problema para o time do Vasco. Após se lesionar logo no primeiro minuto de partida, o atacante Kelvin teve constatada uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. Ele precisará se submeter a cirurgia e seu tempo de recuperação pode levar até 10 meses, o que faria ele voltar aos gramados apenas no ano quem vem. A expectativa do clube, no entanto, é que o prazo de retorno seja mais curto, porém não existe uma previsão exata.

Sua lesão foi muito semelhante a sofrida por Ibrahimovic, então no Manchester United, nas semifinais da Liga Europa, há cerca de dois meses.

Publicidade
Publicidade

O jogador se machucou ao voltar para o solo, após saltar para disputar uma bola pelo alto. Com o sueco, a contusão aconteceu após ele tentar um cabeceio.

Existe até a possibilidade do jogador não mais vestir a camisa do #Vasco. O atleta, que pertence ao Porto, está emprestado ao time carioca até o final do ano. Ele participou de 15 jogos e não marcou gols. Esse baixo número de atuações deve-se também a problemas de contusão, desta vez em razão de um incômodo no músculo posterior da perna. Em 2016, quando defendia o São Paulo, Kelvin também ficou um período longe dos gramados após sofrer um estiramento no músculo da coxa. A expectativa é que a operação seja feita até o final da próxima semana.

Na mira do STJD

E os problemas após a partida contra o #Corinthians podem não ficarem apenas limitados à contusão de Kelvin.

Publicidade

O Vasco entrou na mira do Superior Tribunal de Justiça Desportiva por conta ainda de outros dois fatos, um durante e outro após o jogo.

O primeiro deles é por conta de uma suposta comunicação do técnico Milton Medes – que estava suspenso por ter sido expulso no jogo contra o Grêmio -, com seu auxiliar, o que é proibido pelo código disciplinar. Imagens de TV mostraram funcionários do Vasco levando e trazendo mensagens do treinador até o auxiliar Ednelson Silva. Já a outra é com relação às brigas entre torcedores nas arquibancadas;

O procurador do STJD Felipe Bevilacqua declarou que tudo está sendo analisado e que provavelmente ocasionaria uma denuncia. “Até segunda-feira deve ter algo”, disse. Se condenado, Milton Medes poderá ter que pagar uma multa de até 100 mil reais e ser suspenso por até seis jogos. Já o Vasco corre o risco de ser penalizado com multa de até 200 mil, além de perda de mando de campo. #Brasileirão