O Palmeiras começou o Campeonato Brasileiro de 2016 bem, mas ninguém acreditava que o time do técnico Cuca poderia almejar voos mais altos. Com o passar dos jogos o time foi mostrando entrosamento, foi conquistando vitórias importantes e deixando a torcida confiante.

O meia Moisés, o volante Tchê Tchê, o atacante Gabriel Jesus, o goleiro Fernando Prass e o zagueiro Yerry Mina formaram a espinha dorsal do time que levantou a taça depois de 22 anos - o Verdão tinha sido campeão pela última vez em 1994.

Na virada do ano, Cuca decidiu dar um tempo na atividade profissional para cuidar de problemas estritamente pessoais. Vários boatos foram ventilados, mas nenhum deles confirmados.

Publicidade
Publicidade

O técnico Eduardo Baptista deixou a Ponte Preta para assumir o #Palmeiras e tentar seguir com o trabalho de seu antecessor. Não conseguiu segurar a pressão após perder na Bolívia para o Jorge Willsterman por 3 a 2 pela Copa Libertadores da América.

Viajou para o Brasil, foi chamado e foi demitido. A porcentagem de aproveitamento era muito boa (acima de 60%), mas Baptista foi vítima da ansiedade alviverde para que tudo corresse bem de forma rápida. Sem técnico, o clube foi buscar Cuca. Depois de muita conversa e negociação, o técnico aceitou retornar.

Cuca teve que readequar a equipe novamente e após mais de um mês de trabalho conseguiu vencer a primeira fora de casa pelo Campeonato Brasileiro. Em Salvador, o Palmeiras jogou bem e goleou o Bahia por 4 a 2, neste domingo (18).

Mina já tem data para sair

Cuca tem uma boa e uma má notícia.

Publicidade

A boa é que um dos principais jogadores do time, o zagueiro Yerry Mina, vai ficar até meados da Copa de 2018, na Rússia. Segundo o jornal catalão ‘’Sport’’, Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, costurou um acordo com dirigentes do Barcelona em que Mina vestirá a camisa da equipe espanhola somente após o término do Mundial.

A má notícia é que, se ficar no clube até depois da Copa, Cuca não poderá mais contar com os serviços do zagueiro colombiano. Pensando para frente, o diretor de #Futebol do Palmeira, Alexandre Mattos, resolveu ir atrás de Luan e Juninho para que o time não sinta falta de Mina no futuro.

O Palmeiras ainda tentará contratar pelo menos mais dois defensores para serem aproveitados na base e a comissão técnica ficará de olho em ambos. Thiago Martins, que entrou em algumas partidas ano passado e foi bem, está se recuperando de cirurgia e também é uma das opções viáveis.

Falta um atacante. Cuca disse isso para Mattos, e a torcida do Palmeiras repete essa ideia nas redes sociais. O Palmeiras ainda não tem nenhum alvo definido. #Mercado