O torcedor corinthiano ainda sofre com o trauma do desmanche que aconteceu para o #Futebol chinês no início do ano passado. Hoje, com o técnico Fábio Carille, a equipe do Parque São Jorge vem mostrando o melhor futebol do Brasil e tem uma das melhores defesas.

A defesa estável tem como um dos principais motivadores o zagueiro Balbuena, que, ao lado de Pablo, vem mostrando um excelente futebol. Nos últimos dias, surgiu a notícia de uma provável saída do defensor para o futebol italiano, mas ele tratou de negar. Além disso, a torcida ficou brava porque também houve rumores que o seu empresário estaria pressionando a diretoria do #Corinthians para a sua venda ao futebol europeu.

Publicidade
Publicidade

Nesse domingo, após a vitória sobre o São Paulo por 3 x 2 na Arena, o zagueiro falou sobre o seu futuro:

''Até onde eu sei, o meu empresário não falou nada com a imprensa do Brasil, nem lá fora, que nós temos a vontade de sair, como vi em algumas publicações. Tudo mentira. Estou feliz e a vontade aqui para deixar claro que nem todas as coisas que saem na imprensa são verdade. Hoje, minha cabeça só está aqui no Corinthians e no torneio. Até hoje não recebemos proposta oficial e o que se fala fora é especulação, que se torna normal nesse período'', disse o zagueiro corinthiano, que ainda afirmou:

''É complicado falar do futuro. Hoje digo que vou ficar, mas amanhã chega uma proposta boa, que o Corinthians não pode recusar, e aí complica. Minha cabeça está aqui e não tenho nenhuma proposta. Meu pensamento é o Corinthians", completou o defensor.

Publicidade

Balbuena e o Corinthians

Balbuena chegou no Corinthians no ano passado e tinha bons nomes ao seu redor na época. Porém, a China levou vários jogadores titulares do time e ele acabou sendo a principal referência da defesa, apesar de não ter um bom ano.

Já em 2017, veio a contratação de Pablo, que se encaixou como uma luva no sistema defensivo do time e os dois formam atualmente a melhor dupla de zaga do futebol brasileiro.

Aliás, o futuro de Pablo também está em aberto. Isso porque o Corinthians tem que exercer o direito pela compra dos seus direitos econômicos e, por isso, há uma possibilidade da saída precoce do defensor do Timão.

Outros nomes foram sondados pela diretoria para a defesa em 2017. O último dele foi o zagueiro Anderson Martins, que acabou não sendo liberado e não deve voltar a atuar no Brasil nessa temporada. #Esporte