Amanda Nunes é a atual detentora do cinturão da categoria peso galo feminino. O título foi conquistado pela brasileira ao derrotar a americana Miesha Tate por finalização no #UFC 200, realizado nos Estados Unidos. Meses depois, no UFC 207, a brasileira firmou seu nome no cenário esportivo mundial ao defender o cinturão com contundente vitória sobre a fenomenal Ronda Rousey.

Hoje, em Las Vegas, será realizado o UFC 213, evento no qual a "Leoa" estava escalada para a luta principal, o chamado "main-event", contra Valentina Shevchenko, para novamente defender o cinturão.

Entretanto, momentos antes da luta, a brasileira sentiu-se mal e precisou ser levada ao hospital sem condições de permanecer no card.

Publicidade
Publicidade

Assessoria do UFC divulgou nota informando que está prestando todo tipo de assistência à brasileira.

Entenda a dura rotina de perda de peso dos atletas do UFC

Todos os atletas do UFC, para participarem das lutas da organização, devem se encaixar em uma categoria de peso. Entretanto, os lutadores não se inscrevem para competir nas categorias de peso as quais realmente pertencem.

Para obter vantagem em relação aos adversários no que diz respeito à altura, envergadura e força, os atletas se submetem a um arriscado procedimento de desidratação para perder peso suficiente para se encaixar à categoria de peso desejada.

Alguns lutadores, no último dia, precisam perder cerca de 7kg, e, para isso, se submetem a intensos procedimentos de desidratação, como o brasileiro Acácio "Pequeno", que em determinada ocasião hospedou-se em um motel para utilizar o ar condicionado elevado a 28ºC e a banheira para auxiliar na perda de peso, em uma saga acompanhada pelo site da UOL.

Publicidade

O procedimento mais comum usado pela maioria dos atletas é não consumir nenhum tipo de alimento sólido nem líquido no último dia antes da pesagem, além de passar inúmeras vezes pela sauna, banhos quentes e todo outro tipo de procedimento que possa ser eficaz no auxilio à expulsão de líquidos pelo corpo do atleta.

Não é a primeira vez

Não é novidade para quem acompanha o #MMA que uma luta importante seja cancelada nos últimos momentos em razão de problemas com o corte de peso.

Em 2013, o lutador brasileiro Leandro "Feijão" Souza não resistiu aos efeitos colaterais do procedimento de perda de peso e foi a óbito após sofrer complicações cardíacas enquanto estava na sauna.

O chinês Yang Jian Bing, de 21 anos, foi outro lutador que perdeu a vida em virtude de complicações cardíacas na tentativa de bater o peso de sua categoria.

Pesagem no dia da luta

Sugestões para mudar esse cenário de desidratação que tanto prejudica a saúde dos atletas não faltam. A principal sugestão é a alteração da data da pesagem para momentos antes da luta, pois dessa forma o atleta não se submeteria à desidratação por não contar com tempo suficiente para recuperar suas forças para o combate. #AmandaNunes