Contratado pelo #Manchester City, que pagou cerca de R$ 141 milhões ao Benfica pelo jogador, que tem status de goleiro mais caro do mundo, o brasileiro Ederson teve uma estreia no mínimo para ser esquecida com a camisa dos Citizens.

Em amistoso contra o rival United, disputado nos Estados Unidos, o ex-São Paulo falhou feio no primeiro gol dos Diabos Vermelhos e já recebe pesadas críticas da imprensa inglesa.

O arqueiro até que vinha fazendo uma boa partida, até que aos 36 minutos do primeiro tempo, ele abandou a área para tentar interceptar uma bala, mas perdeu a dividida para Lukaku, que não perdoou e garantiu a festa do lado vermelho de Manchester.

Publicidade
Publicidade

Apenas dois minutos depois foi a vez de Mkhitaryan, em rápido contra-ataque, chutar cruzado para fazer 2 a 0 e definir o placar final do jogo, que foi válido pela Champions Cup, um torneio amistoso realizado em solo americano.

Após a partida, os jornais da Inglaterra não pouparam críticas ao brasileiro, classificando sua atuação como insegura, e o responsabilizando pelos dois gols sofridos pelo time azul. Segundo a mídia, o técnico Guardiola seguira tendo dor de cabeça com seus goleiros. “O dérbi teve como destaque a nada impressionante estreia de Ederson, o goleiro de 34,69 milhões de libras” escreveu o periódico The Guardian, que foi ainda mais longe, cravando que outras falhas estão por vir.

No entanto, o texto amenizou um pouco as próprias críticas afirmando que falhas são comuns em período de pré-temporada e que o treinador do City terá que torcer para que adaptação do brasileiro seja rápida.

Publicidade

Na temporada passada, Guardiola teve problemas para escalar jogador nesta posição. Insatisfeito com as atuações de Joe Hart ele foi buscar no Barcelona Cláudio Bravo, que curiosamente também falhou em sua estreia justamente contra o United, pela Premier League, em gol anotado por Ibrahimovic.

O Manchester Evening News responsabilizou o arqueiro pelo segundo tento do United, mas pelo menos destacou uma boa defesa feita por ele no segundo tempo, a qual definiu como encorajadora. O The Independent e Daily Mail também fizeram críticas por conta do primeiro gol sofrido pelo City.

Na próxima quinta-feira (27), o Manchester voltará a campo pelo torneio quando Ederson terá um verdadeiro teste de fogo para provar que a imprensa inglesa está equivocada à seu respeito. O time terá pela frente o Real Madrid e parar Cristiano Ronaldo seria uma grande respostas às críticas sofridas. #Manchester United #Futebol Internacional