A diretoria do #Botafogo sofre pressão nesse momento para reforçar o setor ofensivo, que chegou a terceira derrota seguida e não marcou um golzinho sequer. Desse modo, a torcida pede via redes sociais a vinda de mais um atacante, principalmente, por conta da saída de Sassá e Joel, que deram fôlego a diretoria nos quesitos financeiros.

Segundo o jornalista Carlos Eduardo Sangenetto, Boletim do C.E, apurou que um nome que está próximo de acertar a sua ida para o Glorioso é o atacante Cristaldo, ex-Palmeiras, que hoje defende as cores do Monterrey, do México.

Vale lembrar que Cristaldo estava no Palmeiras até o ano passado, mas o clube mexicano chegou com uma proposta de três temporadas e o Palmerias não exitou em negociá-lo.

Publicidade
Publicidade

Hoje, o argentino está na barca dos negociáveis e o seu destino pode ser o Rio de Janeiro.

O jogador tem 28 anos e grande experiência no #Futebol sul-americano. No México, desde do ano passado, anotou seis gols em 21 partidas disputadas. Já no Palmeiras, conquistou o título da Copa do Brasil e se tornou um atleta querido pelos torcedores palmeirenses.

Ainda segundo o Boletim do C.E, o clube mexicano também recebeu sondagens do futebol argentino, mas eles não aceitaram. Até que o Botafogo entrou na jogada e negocia com o atleta em sigilo.

No sistema ofensivo do Botafogo hoje conta basicamente com Roger [VIDEO], atacante que não consegue uma boa sequência de jogos e com alguma constância é criticado pelos torcedores botafoguense nas redes sociais.

Com uma Libertadores a disputar, o time de Jair Ventura sofre com o elenco enxuto.

Publicidade

Sem ter quem poupar, o treinador tem que entrar com praticamente todo o time titular em quase todas as partidas.

Léo Valência do futebol chileno e Luciano, do Corinthians são nomes cotados para serem contratados pelo Botafogo, mas até o momento nenhuma negociação teve grande avanço e por isso a torcida fica na bronca com a diretoria, que mesmo com um alívio financeiro não consegue trazer ninguém para reforçar a equipe.

Três nomes deixaram o alvinegro a pouco tempo: Sassá, Joel e Montillo. Todos eles recebiam um bom salário e o maior era o do argentino, que os vencimentos eram de 400 mil reais. Sem eles, a torcida esperava que novos atletas chegassem, mas a diretoria não se meche e pode colocar a temporada a perder.

Na quinta-feira (6), o Alvinegro enfrenta o Nacional do Uruguai, pelas oitavas da Libertadores da América. O mesmo time que eliminou o Corinthians de Tite no ano passado. #Esportes