Ser o dono de uma posição é bom, mas com muita pressão, as coisas começam a não fluir corretamente. Isso é o que acontece com D'Alessandro, que era o principal responsável pelo meio-campo do Inter. Com a chegada de Camilo, as coisas prometem ficar mais tranquilas para o argentino, já que Camilo foi um dos comandantes do meio do #Botafogo por muito tempo.

Sobre a saída do camisa 10 do Botafogo [VIDEO], Camilo acredita que a falta de gols prejudicou o período que vestiu a camisa alvinegra.

''Tenho que voltar a fazer o de antes. Já mostrei que tenho capacidade e isso explica a confiança da torcida. Nos classificamos na pré-Libertadores e também, no grupo mais complicado, eu estava lá.

Publicidade
Publicidade

Acredito que por que os gols não saíram a cobrança foi aumentando, mas isso não importa, já que o mais importante é todo o grupo conseguir os seus objetivos'', completou.

No Internacional, o jogador busca encontrar novamente o bom momento que deixou em 2016 [VIDEO]. Sobre a proposta e decisão de sair do Rio de Janeiro para tentar uma nova vida no Rio Grande do Sul, Camilo afirmou que não pensou duas vezes.

''Estou em busca de novos ares, espaço e felicidade. Não pensei duas vezes. Disse sim para o Internacional, que é um grande clube e uma ótima oportunidade para min'', afirmou o ex-jogador do Botafogo.

Camilo terá uma nova tentativa para voltar aos bons tempos. O jogador deve ser titular absoluto do time comandado por Guto Ferreira. Com a necessidade de novos reforços, a diretoria do clube gaúcho também apresentou Leandro Damião, que estava no Flamengo e chega para resolver o problema no setor ofensivo.

Publicidade

Camilo chegou no Alvinegro na temporada passada, onde se destacou e foi apontado por muitos um dos principais jogadores do time na temporada na classificação para a Libertadores. Porém, na atual temporada, as coisas não foram tão boas assim - veio a queda de rendimento e a pressão da torcida pelo #Futebol mostrado nos últimos meses.

A sua vida também não promete ser fácil em Porto Alegre. O Inter vive um momento conturbado, não consegue uma série de vitórias e sofre uma imensa pressão da torcida, que quer a qualquer custo um time mais raçudo e que mostre mais futebol. A pressão está toda nas costas do Inter, que tem que melhorar o futebol o mais rápido possível ou a missão de subir para a primeira divisão começa a ficar cada vez mais complicada em 2017. #Esportes