Lutando há anos contra uma trombose, o ex-centroavante do #Grêmio Caio teve, nesta terça-feira (11), sua perna direita amputada. Foi dele o gol que abriu caminho para a vitória contra o Peñarol na decisão da Taça Libertadores de 1983. Aos 62 anos de idade, ele vive em São Luiz, no Maranhão, e vem atravessando problemas de saúde e financeiros.

Caio viveu no Rio Grande do Sul até o final do ano passado, quando decidiu retornar ao seu estado natal. Trabalhando como taxista, ele morava no alojamento do Sport Club Ivoti, time da cidade de mesmo nome, que o auxiliava no tratamento da doença. Em 2014 ele passou por uma cirurgia para desobstruir a artéria da perna, que na época já corria o risco de amputação.

Publicidade
Publicidade

Segundo pessoas próximas, o ex-jogador não teria seguido as orientações médicas para evitar que o problema voltasse. Após retornar para São Luís, ele voltou a ter os problemas com a perna e há cerca de três semanas soube que precisaria fazer a amputação. Caio se mantém por meio de uma aposentadoria por invalidez.

Além de fazer o primeiro gol na final da #Libertadores, Caio também teve atuação destacada no Mundial de Clubes, quando fez o cruzamento para o gol de Renato Gaúcho, que deu a vitória contra o Hamburgo da Alemanha.

Desfalques e novidades

O Grêmio ganhou um desfalque para a partida do próximo domingo (16), contra a Ponte Preta, em sua arena, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Kannemann recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória por 1 a 0 diante do Flamengo e não enfrentará a Macaca.

Publicidade

E os problemas de Renato Portaluppi podem ser ainda maiores, uma vez que o goleiro Marcelo Grohe e o atacante Pedro Rocha ainda não tem retorno garantido, apesar de terem participado dos treinos desta sexta-feira (14). Eles ficaram de fora dos dois últimos jogos do Grêmio no #Brasileirão.

Outra grande novidade do treino, quando apenas os jogadores que não estiveram no jogo contra o Flamengo fizeram atividades, foi o recém-contratado Paulo Victor, que ao lado de Marcelo Grohe, trabalhou com o preparador de goleiros Rogério Godoy.

Outro a fazer sua primeira atividade com bola no clube foi o equatoriano Miky Arroyo. Seu compatriota Bolaños, depois de ficar fora do jogo de quinta por questões particulares, também participou do treino e deverá ser relacionado para o duelo contra o time de Campinas.

O Grêmio é vice-líder do Campeonato Brasileiro com 25 pontos em 13 rodadas.