A tensão da vitória do #Inter sobre o Luverdense nesta terça-feira, no Beira-Rio, construída com doses extras de sofrimento, aos 47 minutos do segundo tempo e com "ajuda" do bandeirinha Márcio Eustáquo, contribuiu para que o clima da entrevista coletiva do técnico #Guto Ferreira fosse quente. Bastante cobrado por mais um desempenho questionável do Inter em campo, o treinador foi instigado pelos repórteres - e respondeu sempre com veemência.

Mas ele mesmo admitiu que passou do ponto quando foi dar a resposta à jornalista Kelly Costa, do grupo RBSTV. A repórter perguntou ao treinador sobre o alto número de chances de gol que o time construiu, mas a falta de efetividade em todas elas.

Publicidade
Publicidade

Kelly chegou a questionar se estava acontecendo algum tipo de "falha técnica" no elenco comandado por Guto Ferreira.

Na resposta, Guto abriu sua fala declarando: "Bom, eu não vou te perguntar porque você é mulher e talvez nunca tenha jogado". Na análise da maioria, sobretudo no que diz respeito às redes sociais, a frase do treinador colorado teve forte conotação machista. Após a coletiva, ele mesmo fez questão de procurar Kelly para pedir desculpas. Guto reconheceu que cometeu um erro.

Depois da frase inicial, o técnico ainda tentou responder normalmente sobre o que foi perguntado. Ele tentou dizer quem quem já praticou algum esporte pode ter mais facilidade para entender o que ocorre nos jogos. Por fim, sublinhou que quando a confiança dos jogadores voltar, a tendência é que os gols possam sair com mais naturalidade.

Publicidade

Kelly se pronuncia nas redes sociais

Um dos maiores tabu da sociedade atual, a presença da mulher no meio do futebol ainda é encarada com muita resistência. Repórteres, árbitras e até torcedoras sofrem ao se inserir em um meio que é predominantemente formado por pessoas do sexo masculino. Sobre o tema, Kelly Costa procurou se posicionar por meio de uma rede social. E ela reconheceu que Guto Ferreira fez um pedido de desculpas.

"Que bom que esse episódio serviu para recolocar em pauta uma discussão que existe há tempos e nunca pode morrer. O machismo está em toda a sociedade, não apenas no futebol. Todas as mulheres que eu conheço já sofreram algum tipo de comentário machista. O que desejo é que tenhamos força e resistência para desconstruir isso. O preconceito precisa ser desconstruído", alertou Kelly.

Ciente da forte repercussão que a sua declaração teve, Guto tratou de pedir desculpas à jornalista. Logo após a coletiva, ele procurou a repórter na zona mista do Beira-Rio para se retratar.

Publicidade

Já nesta quarta, um dia depois do ocorrido, ele concedeu entrevista ao SporTV para prestar esclarecimentos e ainda compareceu ao vivo no programa Globo Esporte, da RBSTV - emissora em que Kelly Costa trabalha e integra o quadro de jornalistas.

"Eu gostaria de fazer um pedido de desculpas a Kelly Costa. Eu reconheço que fui muito infeliz no raciocínio, acabei me atrapalhando, mas não quero mudar a opinião das outras pessoas. Respeito todos e sei onde eu errei. Por isso estou aqui pedindo desculpas", declarou o treinador ao canal a cabo SporTV.

Dentro de campo, o Inter venceu por 1x0 a equipe do Luverdense e ganhou um pouco mais de fôlego na briga para entrar no G-4 da Série B. O gol foi marcado por William Pottker, atacante, já aos 47 minutos do segundo tempo, em lance que gerou confusão após um erro do bandeira Márcio Eustáquio, que assinalou impedimento e depois mudou de ideia.

Guto Ferreira chegou ao Inter depois da quarta rodada da Série B. Até então, ele treinava o Bahia, time da Série A do Campeonato Brasileiro. Ele já havia trabalhado no Inter em outras oportunidades.