Todos esperavam que Diego Souza estivesse presente no jogo diante do Coritiba na segunda-feira, partida que fecha a 12ª rodada do Brasileirão e de suma importância ao rubro-negro. Caso vença, o time entra no G6, zona que leva a equipe para a próxima Libertadores da América.

Diego Souza não joga. O atleta está no Rio de Janeiro e não treinou no sábado. No programa AUP (A última palavra), do Fox Sports, Edmundo, ex-jogador e agora comentarista, afirmou que encontrou o camisa 87 em uma praia do Rio de Janeiro.

Edmundo afirmou que ao ver Diego, se surpreendeu e perguntou: ''Para que você está aqui, já deve estar acertado com o Palmeiras, certo?''.

Publicidade
Publicidade

O atleta respondeu ao ex-jogador dizendo que não, estava lá resolvendo problemas pessoais. ''Não, falei vim aqui para resolver problemas pessoais, mas amanhã, talvez eu já esteja de volta'', afirmou Diego.

Edmundo disse que saiu para jogar uma partida de futevôlei, quando percebeu que Eduardo Duran, empresário do jogador passou na frente e o pegou de carro. O fato chamou a atenção do comentarista, que acredita que esses 'assuntos pessoais', sejam a transferência para o Palmeiras.

No Campeonato Brasileiro, Diego Souza já atuou seis vezes com a camisa rubro-negra. Desse modo, caso ele jogasse diante do Coritiba, ficaria impossibilitado de se transferir para outra equipe da Série A nessa temporada. O jogador é querido pelo torcedor do Leão, mas tudo indica que ele deve ser o novo reforço do alviverde paulista.

Publicidade

Depois dele não participar do treino no sábado, o atleta viajou para o Rio de Janeiro alegando problemas pessoais. Desde então, as torcidas das duas equipes esperam ansiosamente para o desfecho dessa novela, que parece estar nos seus últimos capítulos. A torcida do Leão, via redes sociais, já demonstra uma certa insatisfação com a atitude do jogador. Muitos pedem que ele não volte mais ao rubro-negro e seja feliz no Palmeiras.

Outros torcedores mais exaltados o chamam de mercenário e exaltam a importância de Magrão, que cada dia mais se torna um dos maiores jogadores da história rubro-negra.

O jogador é uma necessidade de Cuca, que precisa de um jogador com as suas características no setor ofensivo. No Palmeiras, ele poderia ganhar mais destaque, disputando Libertadores e Copa do Brasil, competições que o time pernambucano não disputa.

Ele tem uma grande história no clube paulista. Onde de 2008 a 2010, participou de 151 jogos e fez 65 gols. #Esporte #sport #Futebol