Um dos nomes mais falados na vitória do #Vasco por 4 a 1, diante do Vitória, foi o garoto #Paulo Vitor. Isso porque o atacante de 18 anos entrou no decorrer da partida, e decidiu, marcando um golaço, o primeiro como profissional. O técnico Milton Mendes colocou o menino em campo quando partida estava complicada, vencia por 2 a 1, e o Vitória estava em cima, buscando o empate.

Foi quando Paulo Vitor matou com qualquer possibilidade de reação do Rubro-negro. Com muita categoria, mandou de cobertura, depois de passe do lateral Ramon. Essa personalidade mostrada não se restringe apenas na hora de balançar as redes, mas também na hora de comemorar.

Publicidade
Publicidade

O centroavante tem uma comemoração própria, sempre faz um óculos com a mão para celebrar seus gols. Segundo ele, serve como uma lente para dar um aviso às pessoas: ''Fica de olho nesse Paulo Vitor'', explicou em entrevista para o site Globo Esporte.

O atacante ainda comentou nesta conversa que seus companheiros de campo brincavam para os adversários ficarem de olho nele, pois estava ''brocando'' em campo. Já que falavam tanto, então resolveu usar o óculos para que todos ficassem atentos nos seus passos.

Carreira

Mesmo jovem, Paulo Vitor já passou por algumas particularidades na carreira. Começou no Vasco com 7 anos de idade, no futsal. No meio do caminho acabou acertando com o Fluminense, onde atuou por dois anos (2013-2014). Quando Eurico Miranda voltou para a presidência do Vasco, trouxe o jogador de volta para o clube, em 2015.

Publicidade

Essa transferência para o #Gigante da Colina rendeu muitos problemas na época.

O Cruzmaltino foi acusado de aliciar o atleta do Tricolor, o que causou boicote de alguns times ao Vasco naquele momento. Mas mesmo assim, o clube manteve sua postura e não abriu mão de Paulo Vitor. Assim, ele continuou no Gigante da Colina e assinou seu primeiro contrato profissional nesta temporada, que vai até 2020.

Garotos da Colina

Paulo Vitor não foi o único jogador da base a se destacar, nesta quarta-feira. Milton Mendes utilizou vários atletas formados no clube. Thalles, o qual já tem uma rodagem nos profissionais, foi um dos que deixaram sua marca. Além dele, tem o Guilherme Costa, que fez um gol, e ainda deu assistência para outro.

Paulinho esteve em sua primeira partida pelos profissionais e deu passe para Guilherme marcar. Fora esses, ainda pode ser destacado o zagueiro Jomar, que também foi titular e bem avaliado no confronto diante do Vitória. Vale ressaltar o banco de reservas do Cruzmaltino nesta partida: dos 12 relacionados, dez são formados no Vasco.