Apesar do presidente Eduardo Bandeira de Melo e o diretor executivo Rodrigo Caetano negarem que o clube esteja à procura de um novo goleiro, o brasileiro Diego Alves pode pintar no Flamengo. De saída do Valência e com as negociações com o Deportivo La Coruña estagnadas, o arqueiro de 32 anos já teria aceitado a redução dos seus vencimentos e se mostrado bastante animado com a possibilidade de defender a meta rubro-negra.

Segundo apurado pelo portal Globo Esporte, o jogador, que na Espanha ganhava cerca de 1 milhão de reais mensais, estaria disposto a reduzir seus salários para 500 mil reais por mês, além de 200 mil, também mensais, referentes às luvas diluídas.

Publicidade
Publicidade

Se quiserem mesmo contar com o jogador, os dirigentes do #Flamengo terão que ser rápidos, uma vez que a janela para transferências internacionais fecha no próximo dia 20.

Fora dos planos do Valência, a intenção de Diego Alves é estar em evidência para poder ter chance de ser um dos três goleiros escolhidos por Tite para a Copa do Mundo no ano que vem e jogar no Rubro-Negro lhe daria mais visibilidade do que, por exemplo, jogar no La Corunã, que está bem distante de ser aquele time competitivo do inicio da década passada, quando frequentemente estava na Liga dos Campeões e chegou até a conquistar um título da Liga Espanhola. Além do Deportivo, o nome do goleiro brasileiro esteve ligado a clubes da Itália, como Torino, Napoli e Roma.

Diego Alves começou a carreira no Botafogo de Ribeirão Preto e jogou também no Atlético Mineiro.

Publicidade

Em 2007 foi para a Espanha, onde jogou por quatro anos no Almería e depois se transferiu para o Valência, onde ganhou fama de pegador de pênaltis.

Um pode vir, outro vai

Enquanto o assunto Diego Alves ainda é mera especulação, o certo é que outro goleiro está deixando o Flamengo. Após retornar de uma rápida passagem pelo Gaziantepspor, da Turquia, onde teve problemas para receber salários, o goleiro Paulo Victor está se transferindo para o Grêmio. Ele assinou contrato com o clube gaúcho até 2019 e o time do Rio de Janeiro ainda terá 50% dos direitos federativos do jogador.

Revelado pelo Flamengo, Paulo Victor vinha sendo titular até o ano passado, quando perdeu a posição para Alex Muralha, que curiosamente vem amargando a reserva, tendo perdido a posição para Thiago, que também foi revelado pelo Rubro-Negro. No novo clube, ele terá que disputar posição com Marcelo Grohe, Leo Jardim e Bruno Grassi. #Brasil #Mercado da bola