Uma notícia impactante não só para os flamenguistas, mas para todos, foi revelada na manhã desta terça-feira (25). O meia Ederson, emocionado, contou em entrevista coletiva que está com um tumor no testículo e terá que se afastar dos treinamentos e do time para passar por uma cirurgia e depois dar início ao tratamento.

A suspeita de que poderia haver algum problema com o jogador ocorreu após o resultado de um exame antidoping feito por Ederson ter constatado um aumento considerável da substância HCG. A partir daí, a comissão médica do Flamengo decidiu averiguar qual o motivo dessa alteração e acabou descobrindo que tratava-se de um tumor.

Publicidade
Publicidade

Não existe previsão de retorno aos treinamentos, pois além da cirurgia e reabilitação, o jogador terá que ser examinado para saber se será necessário fazer o tratamento com quimioterapia. Mesmo abalado com a notícia, Ederson disse que está confiante e acredita que irá vencer o problema. O atleta ainda afirmou que não quer ver ninguém com tristeza por causa da notícia, pois precisa do bom humor de todos para ajudá-lo.

Diversos clubes prestam solidariedade

Assim que a notícia foi revelada, além do #Flamengo, diversos clubes, como Corinthians, Botafogo, Fluminense, Santos, Ponte Preta, Juventude e Atlético Goianiense postaram mensagens de solidariedade e desejando força ao meio do Mengo.

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo, demonstrou preocupação com o problema de Ederson, mas afirmou que o resultado final será positivo e que o atleta voltará atuar pelo time.

Publicidade

Carreira

Ederson tem 31 anos e começou sua carreira no RS Futebol (hoje Alvorada), em 2003. Depois passou pelo Internacional, Juventude, Nice (França), Lyon (França), Lazio (Itália) e Flamengo. Chegou ao Flamengo em 2015 e sua estreia com a camisa rubro-negra foi na vitória por 3 x 2 contra o Atlético Paranaense.

O jogador teve que conviver com algumas lesões ao longo da carreira, que muito o atrapalharam. Na Lazio, ele sofreu uma lesão no joelho direito durante um treino e ficou dois meses sem atuar.

Pouco depois, nova contusão, dessa vez na coxa direita, o fez perder todo resto da temporada de 2014.No Flamengo, após uma entrada violenta do lateral Fagner, do #Corinthians, Ederson teve uma fratura osteocondral e foi obrigado a ficar 10 meses sem jogar.

Outros atletas tiveram o mesmo tipo de tumor

Apesar da notícia impactante, Ederson tem motivos de sobra para pensar positivo, pois outros atletas também tiveram tumor no testículo e conseguiram voltar a praticar esporte e levar uma vida normal. São os casos de Robben (futebol), Lance Armstrong (ciclismo) e Nenê Hilário (basquete). #Força Ederson