Faleceu neste domingo, em Mogi Mirim, o ex-goleiro Waldir Peres, um ídolo da torcida tricolor nos anos 70 e 80. O arqueiro tinha 66 anos e faleceu de infarto fulminante logo após o almoço. Segundo a família, ele não tinha problemas cardíacos e estava bem e brincando, porém, logo após almoçar, sentiu uma forte azia, falta de ar e teve o infarto. Peres ainda chegou vivo ao Hospital 22 de Outubro, mas veio a óbito.

Waldir Peres não era casado, mas deixa dois filhos e uma filha.

Foi o segundo a mais vezes vestir a camisa do São Paulo

Para se ter uma ideia da importância de Waldir Peres, ele foi o segundo atleta a mais vezes vestir a camisa do São Paulo (617), ficando atrás apenas de Rogério Ceni.

Publicidade
Publicidade

Perez foi titular do São Paulo de 1973 a 1984. Conquistou os títulos do Campeonato Paulista de 1975, 1980 e 1981, além do primeiro Brasileiro do clube em 1977, quando foi de fundamental importância no jogo da final contra o Atlético MG, no Mineirão.

A partida terminou empatada e na decisão por pênaltis, o goleiro tricolor desconcentrou os adversários com suas provocações e brincadeiras. A tática deu certo e três deles acabaram errando.

Titular na Copa de 1982

Waldir Peres esteve nas Copas de 74 e 78 como reserva, e na de 1982 como titular. Foi injustiçado durante um bom tempo, pois afirmavam que ele teria tido culpa na eliminação do Brasil. Uma inverdade, o goleiro teve um falha apenas na partida da estreia, mas se recuperou e fez bons jogos, inclusive contra a Argentina. No fatídico jogo contra a Itália, as falhas foram da defesa brasileira.

Publicidade

Atuação fantástica contra a Alemanha

Durante a preparação para a Copa de 1982, a #Seleção Brasileira fez várias partidas amistosas contra seleções de ponta como França, Inglaterra e Espanha. Mas foi contra a sempre temida Alemanha que Waldir Peres revelou que além de bom goleiro, era um excepcional defensor de pênaltis. O craque alemão Paul Breitner, que jamais havia perdido um penal, teve a missão de cobrar mais um, mas o goleiro brasileiro defendeu, porém o juiz mandou voltar, alegando que o arqueiro se mexeu. Breitner cobrou e novamente Waldir saltou e fez a defesa.

Outros clubes em que atuou

Waldir Peres começou a carreira na Ponte Preta e depois foi para o São Paulo, onde ficou durante 11 anos. Após sair do clube, ainda atuou no América RJ, Guarani, Corinthians, Portuguesa e Santa Cruz. Em 1989, voltou a Ponte, onde encerrou a carreira.

Adeus ao goleirão

Para quem viveu nas décadas de 1970 e 1980, sabe o quanto Waldir Peres foi fera no gol. Descanse em paz, querido goleirão! #Waldir Perez #São Paulo FC