Publicidade
Publicidade

O #Vasco é um dos clubes com maior audiência e grandeza no futebol [VIDEO]brasileiro. Por conta dessa grande exposição, várias marcas querem expor as suas empresas no uniforme vascaíno, gerando assim uma grande compensação financeira aos cofres do clube carioca. De acordo com o jornalista Felipe Schmidt, que cobre o Vasco pelo site Globo Esporte, o clube fechou a parceria com a empresa AM4.

Já se fala nesse acordo desde o início do ano, já que o clube tem interesse nos serviços prestados pela empresa, especialmente sobre comunicação e também sócios-torcedores. O Vasco irá existir a marca no backdrop [VIDEO]e também no uniforme de treinamento.

Publicidade

Ainda não se sabe qual será o valor recebido pelo Vasco e também qual será a duração do contrato com a empresa de comunicação. Ela presta serviços a clubes e já teve um acordo com o Santos e Ponte Preta, ambos times de São Paulo.

O Vasco hoje tem um grande investimento de empresas. A Caixa Econômica Federal irá desembolsar cerca de R$ 11 milhões para expor a sua marca no uniforme do Gigante da Colina até o final dessa temporada. Além da Caixa, a Tim também tem um acordo com o clube e irá gerar uma renda de R$ 1 milhão aos cofres do time.

Com o time fazendo uma boa campanha no Brasileirão e brigando por uma vaga na próxima Libertadores, a tendência é as empresas que patrocinam a equipe fiquem ainda mais em evidência, aumentando assim a concorrência pelo espaço. Caso o técnico Milton Mendes faça esse time jogar bem até o final da temporada, a expectativa é que os números a receber em 2018 sejam ainda maiores, melhorando assim o poder financeiro e aumentando a possibilidade da chegada de novos jogadores de peso.

Publicidade

Hoje, o treinador tem uma equipe montada e com nomes de peso, como Anderson Martins e Luís Fabiano. Os torcedores demonstram estarem satisfeitos com os jogadores que tem e assim o #Futebol mostrado só tende a melhorar.

A novela sobre Nenê ainda não chegou ao fim. O jogador deveria apresentar uma proposta para defender a camisa de outra equipe, mas isso não aconteceu até o momento e a expectativa é que ambas as partes cheguem a um acordo para a rescisão contratual.

Caso o camisa 10 deixe realmente o Cruzmaltino, a diretoria pode voltar ao mercado e buscar soluções para o meio de campo, podendo ter mais um grande reforço para o restante da temporada. Com o dinheiro da venda de Douglas, o time pode ganhar ainda mais nomes importantes e com grande qualidade técnica para a disputa do Brasileirão. #Esportes