Durou pouco a passagem de Eduardo Baptista no comando do Atlético Paranaense. Nesta segunda-feira (10), a diretoria do Furacão anunciou a saída do treinador após ele ter comandado o time por apenas 13 partidas, tendo um saldo de cinco vitórias, três empates e cinco derrotas. O treinador pegou a equipe na zona de rebaixamento e após alguns tropeços iniciais, conseguiu levar o CAP para o 14º lugar.

O clube ainda não emitiu um comunicado oficial, mas o agora ex-treinador já revelou ao jornal Gazeta do Povo que foi demitido após uma reunião que contou com a presença de Luiz Sallim Emed, Mario Celso Petraglia e Marcio Lara. Com isso, o clube se torna o primeiro dentre os 20 da Série A a efetuar duas trocas de comando ao longo do #Brasileirão que não tem nem um terço completado.

Publicidade
Publicidade

Vitória, Sport, Bahia, Atlético Goianiense, São Paulo, Santos, Chapecoense são outros times que também já mudaram de técnico, mas apenas uma vez.

O treinador havia chegado em maio para o lugar de Paulo Autuori, que deixou o comando para assumir a gerência de futebol. Apesar de ter tirado a equipe do Z-4, os últimos resultados foram determinantes para a saída de Baptista: derrota por 4 a 0 para o Grêmio, resultado que praticamente o elimina da Copa do Brasil, além da derrota em Coritiba, por 3 a 2, para o Santos, o que obriga o Furacão a vencer o jogo na Vila Belmiro por pelo menos dois gols de diferença para avançar na Copa Libertadores.

No Campeonato Brasileiro, depois de três vitórias seguidas, o Furacão vem de uma derrota para o Sport por 1 a 0 e empate em 1 a 1, neste domingo, diante da Chapecoense, na Arena Condá, o que o deixou apenas três pontos acima da zona da degola.

Publicidade

De acordo com reportagem da ESPN Brasil, outro que deverá deixar o clube paranaense é justamente Paulo Autuori, que se mostrou contrário à demissão de Eduardo.

Esta foi a segunda baixa no elenco do Furacão. Na semana passada o atacante Grafite deixou a Arena da Baixada depois de ter disputado 24 jogos e feito apenas um gol. O jogador pediu a rescisão de seu contrato após a derrota para o Santos na quarta-feira passada. Contratado como principal nome da temporada, o jogador sofreu com lesões e chegou a ser alvo de protestos dos torcedores.

O Atlético Paranaense volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira (12),quando recebe o Cruzeiro, na Arena da Baixada. Como o saldo de gols ainda é ruim (quatro negativo) uma nova derrota poderá devolver o time para a zona de rebaixamento. #atlético-pr #Dança dos Técnicos