O Palmeiras foi derrotado para o Barcelona-EQU na última quarta-feira, por 1 a 0, pela Copa Libertadores da América 2017. O jogo foi válido pela partida de ida das oitavas de final da competição. No Equador, o técnico Cuca viu que faltava alguma coisa no elenco.

Depois de investir mais de R$ 100 milhões, o #Palmeiras, em conjunto com a Crefisa, entendeu que o grupo ainda precisa de alguns reforços. Sem levar Egídio, Cuca improvisou Juninho e Tchê Tchê nas laterais e viu a dificuldade surgir. Além disso Miguel Borja não vem exibindo um bom #Futebol e não deve demonstrar tão cedo. A adaptação, já citada pelo treinador, está pesando para o atacante colombiano.

Publicidade
Publicidade

Em virtude dessa situação, o clube está atrás de alguns atletas para as posições. Para a lateral-esquerda, o portal Globo Esporte garantiu que o Palmeiras entrou em contato com Adriano, do Besiktas-TUR. Aos 32 anos, o jogador já jogou por Coritiba, Barcelona, Sevilla e passou pela seleção brasileira. O negócio não evoluiu e o clube teve que mudar de foco mais uma vez.

Dodô, que defendeu o Corinthians no passado, tem 25 anos e é lateral-esquerdo de origem. Atualmente joga na Sampdoria e foi empresta pela Inter de Milão. Não tem oportunidades e já manifestou o desejo de voltar para o Brasil. A sondagem do clube paulista não se transformou em proposta formal.

Zé Roberto não joga mais na lateral no que depender de Cuca. Ao completar 43 anos, o jogador sofre bastante com a parte física e não consegue voltar para marcar.

Publicidade

Egídio até pode ser uma opção, mas somente de o jogo for ofensivo. Se preferir uma atitude mais defensiva, o atleta não cabe na formação. Michel Bastos também já jogou, mas também não agradou.

E o atacante?

Depois de não conseguir fechar com Richalisson e Diego Souza, o Palmeiras deve direcionar o foco para fora do Brasil. Segundo informações de bastidores, Cuca apresentou uma lista com três nomes para a diretoria do clube analisar. No Equador, Alexandre Mattos foi flagrado no celular andando de um lado para o outro. Para pessoas próximas comentou que estava conversando diretamente com alguns empresários de atacantes pedidos pelo treinador.

A ideia é inscrever o novo centroavante na Libertadores. O Palmeiras tem quase um mês para fazer tal atividade e deve correr para apressar o entrosamento. Miguel Borja, que não tem tido bom desempenho, tem grande chance de amargar o banco de reservas e lutar por uma posição. #Mercado