O Palmeiras [VIDEO] está em Pernambuco onde enfrenta o Sport neste domingo pelo Campeonato Brasileiro. A vitória pode colocar o Verdão em boa posição na tabela e até ultrapassar o Flamengo, caso os cariocas saiam derrotados do seu compromisso.

Cuca tem uma série de problemas para resolver no time e ainda tem a obrigação de poupar alguns atletas. O atacante Willian, por exemplo, sentiu lesão na coxa e ficará seis semanas fora do time. Fatalmente perderá o segundo jogo contra o Barcelona-EQU pela Copa Libertadores. A ideia é que lesões assim sejam evitadas.

Estreia confirmada

Uma boa notícia pelo menos permeia o treinador palmeirense.

Publicidade
Publicidade

Depois de fechar a contratação do atacante Deyverson, o treinador garantiu que ele pode ser escalado neste domingo. Deverá fazer a estreia oficial e fazer sombra para Miguel Borja. Desde que chegou o colombiano não conseguiu mostrar seu #Futebol e Cuca pediu para a diretoria uma nova contratação.

Venda quase certa

A diretoria do #Palmeiras recebeu durante a semana proposta pelo volante Matheus Salles, que está emprestado ao Bahia. Criado nas categorias de base, Salles pode ir para o Akhmat Grozny, da Rússia. Se o martelo for batido, o Palmeiras receberá 50% do valor e depois mais 20% em uma futura venda. O Grupo DIS tem 20% e o próprio jogador tem 10%.

Salles ganhou espaço no final de 2015 e foi escalado inclusive na decisão da Copa do Brasil. Marcou o meia Lucas Lima, do Santos, e impediu qualquer movimentação.

Publicidade

Anulado o jogador, o rival não teve a mesma força e o Verdão garantiu o título nas penalidades.

Com a chegada de Cuca, o atleta perdeu posição e foi negociado. No Bahia é titular e quase intocável. Faz a função correta e não dá chance para os reservas.

Dia de reencontro

Neste domingo, contra o Sport, o Palmeiras marca reencontro com o meia atacante Diego Souza. Há cerca de duas semanas, o clube paulista fez proposta pelo jogador e irritou profundamente dirigentes do clube pernambucano. No Rio de Janeiro, Diego pensou nos valores e decidiu permanecer no Sport. O Alviverde decidiu não aumentar os valores.

Outro reencontro interessante será com o técnico Vanderlei Luxemburgo. Luxa, como é carinhosamente chamado, foi um dos líderes dos grandes times palmeirenses na década de 1990. Em 2002, no entanto, abandonou o clube no meio do campeonato e foi um dos apontados como responsável pela queda para a segunda divisão. Anos depois Luxa voltou, mas não conseguiu ter o mesmo desempenho. #Mercado