Publicidade
Publicidade

O jogo contra o Flamengo foi péssimo para o #Vasco em todos os sentidos. O time jogou mal e acabou perdendo para o seu maior rival e o pior ainda, a torcida causou muita violência no estádio, trazendo punições ao clube e grandes prejuízos. Após o jogo nesse domingo, quando o Vasco empatou com o Santos sem a presença da torcida, o presidente vascaíno, Eurico Miranda, atirou para todos os lados.

''Vou deixar aqui o meu protesto pela Rede Globo e as suas afiliadas. Fizeram uma matéria tendenciosa. Eles pediram para dar uma entrevista. Não gosto de entrevistas gravadas. Só colocaram o que lhe interessavam, algumas colocações que são minhas, mas totalmente fora do contexto'', afirmou Eurico.

Publicidade

Ele falava da matéria da Globo sobre a investigação, que mostrava que o clube tinha funcionários que foram proibidos pela justiça de frequentar estádios.

O dirigente também atacou a ação da PM: ''O que a PM fez foi abusivo, excessiva, temerária e negligente. Mostraram incompetência'', afirmou. A briga em São Januário rodou jornais de vários países, o que teria prejudicado a imagem do clube a da sua torcida.

Eurico ainda afirmou: ''Eu disse na entrevista que estava estranhando muito que o Gepe, que é o grupamento que cuida dos estádios, tivesse feito um relatório sobre São Januário e nenhum sobre os fatos acontecidos na Ilha do Urubu. É um tratamento diferente? Ou é porque tem gente do Gepe que prestam serviços ao Flamengo?''

São Januário vinha sendo a grande arma do Vasco nesse Brasileirão.

Publicidade

Com a grande maioria dos pontos somados no estádio, a equipe se sentia bem lá e a torcida vinha comparecendo em grande número. Por conta disso, o time deve passar muito tempo fora do estádio, aumentando assim o prejuízo financeiro e também esportivo.

Relembre o caso

Após a derrota por 1 a 0 para o Flamengo, a torcida começou a jogar bombas caseiras no estádio, onde a polícia precisou agir, atirando gás. A saída dos jogadores do Flamengo ficou prejudicada e eles ficaram no gramado até a polícia agir.

Fora do estádio, um torcedor vascaíno foi morto com um tiro, aumentando assim o número de vítimas fatais com brigas ocorridas no #Futebol brasileiro. O Vasco tenta não se abalar com o que vem acontecendo fora de campo e continua firme na briga por uma vaga na próxima Libertadores da América. #Esportes