A notícia sobre a possível transferência de Neymar do Barcelona para o Paris Saint-Germain, divulgada pelo canal Esporte Interativo nesta terça-feira (18), foi pauta dos grandes esportivos desde então. Segundo os jornalistas, havendo realmente tal negociação, o brasileiro estaria fazendo uma péssima escolha.

Durante o programa Bate-Bola, do canal ESPN Brasil, Mauro Cezar Pereira disse que o atacante deveria repensar sobre a sua carreira. Para o analista, o camisa 10 da Seleção Brasileira e 11 do Barça estaria colocando um projeto pessoal acima das conquistas dentro de campo.

“O que é mais importante: ganhar títulos ali dentro no gramado ou meter aquele terno de bolinhas do Messi esquisitão e ir lá receber aquele troféu? Pô, pera aí, o cara ganhar campeonato, uma Liga dos Campeões, um Campeonato Espanhol, com fardamento de jogador de futebol, uniforme do seu clube, isso é muito mais importante do que botar terno cafona e receber trofeuzinho lá.

Publicidade
Publicidade

Dá um tempo, isso é uma distorção completa, uma coisa absurda”, esbravejou Mauro Cezar, referindo-se ao prêmio de Melhor do Mundo promovido pela Fifa (Federação Internacional de Futebol) todo início de ano.

Outro a falar sobre o assunto foi Milton Neves. Apresentador do Terceiro Tempo, da Band e blogueiro do site UOL Esporte, o comentarista ironizou a possibilidade de Neymar [VIDEO] estar trocando a disputa de um torneio forte como o Campeonato Espanhol por um torneio de fraco nível técnico, no caso, o francês.

“Por muito dinheiro, #Neymar estaria deixando o Barcelona – o BARCELONA – para disputar o Campeonato Francês, espécie de Jogos Abertos do Interior (competição amadora realizada fora da cidade de São Paulo)”, postou.

De acordo com o Esporte Interativo, Neymar aceitou a proposta de 222 milhões de euros (quase R$ 900 milhões) para firmar um vínculo de três temporadas com o PSG, que também estaria disposto a pagar o valor da multa rescisória (aproximadamente R$ 809 milhões) para o atacante romper o vínculo com o Barça, que, por enquanto, vai até 2020.

Publicidade

Até o momento, tanto o estafe do jogador quanto a direção do clube catalão dizem desconhecer a existência desse acerto.

Com passagem pelas categorias de base da Portuguesa Santista, Neymar surgiu para o futebol em 2009 com a camisa do Santos. Na Vila Belmiro, conquistou um tri do Campeonatos Paulistas (2010,2011 e 2012), uma Copa do Brasil (2010), uma Taça Libertadores (2011) e uma Recopa Sul-Americana (2012).

Em 2013, transferiu-se para o Barcelona e, na sua temporada de estreia, levantou a Supercopa da Espanha. Ainda conseguiu dois títulos seguidos de Campeonato Espanhol (2014-2015 e 2015-2016), três Copas do Rei (2014-2015, 2015-2016, 2016-2017), três Joan Gamper (2013, 2014 e 2015), a Liga dos Campeões da Europa de 2014-2015, a Supercopa da Uefa e o Mundial de Clubes da Fifa, ambos em 2015.

Está na Seleção Brasileira desde as categorias inferiores e estreou na principal em 2010. A partir daí, tornou-se o principal jogador do escrete canarinho. Na Copa de 2014, quando o Brasil foi o país-sede, foi o artilheiro do time com quatro gols, mas uma lesão na coluna, proveniente de uma entrada de Zuñiga, durante as quartas-de-final contra a Colômbia, precisou sair antes da competição e viu a equipe não conquistar mais do que um quarto lugar na competição.

Publicidade

A redenção veio dois anos depois, quando liderou o grupo que, em um Maracanã lotado, conquistou a inédita medalha de ouro do futebol masculino, feito esse alcançado nas Olimpíadas sediadas no Rio de Janeiro.

Também com a Amarelinha, conquistou a Copa das Confederações de 2013 e, um ano antes, a prata nos Jogos Olímpicos de Londres. #Futebol Internacional #PaixãoPorFutebol