A partida entre Santos e Flamengo, disputada na quarta-feira (26), pela #Copa do Brasil, ainda segue rendendo assunto. Um dos pivôs da grande polêmica, por conta da anulação da marcação de um pênalti, o repórter Eric Faria, da Rede Globo, se manifestou sobre o assunto. Acusado pelos santistas de ter passado informações ao árbitro ele revelou ter recebido ameaças, e desafia o time do litoral paulista a exibir as imagens que comprovem a conversa.

O jornalista participou nesta sexta-feira (28), do programa 'Redação SporTV' e lamentou toda a situação e garantiu que não teve qualquer contato com o árbitro Flávio Rodrigues de Souza, classificando as acusações dos santistas como leviana e falsa.

Publicidade
Publicidade

O jornalista também revelou que tem recebido ameaças pelas redes sociais. “Está me dando um pouco de dor de cabeça. Já recebi um monte de ameaças de morte, que se eu for na Vila Belmiro vou sair no camburão do IML”, disse dizendo que o fato assustou seus familiares.

O repórter disse ainda que o #Santos está tentando desviar o foco da eliminação e que a grandeza do clube não precisa desse tipo de coisa. “Um clube da grandeza do Santos não precisa disso. A história do Santos é linda, é belíssima”, disse.

Chateado com a situação, Eric disse que não deixará de ir aos jogos, que domingo cumprirá sua escala no jogo Corinthians e #Flamengo, na Arena Itaquera, e ainda desafiou a diretoria santista a mostrar as imagens que comprovem que ele tenha dialogado com o árbitro da partida. “Desafio, que mostrem qualquer imagem que comprovem que falei com o quarto árbitro”, disse.

Publicidade

Ainda na quinta-feira (27), a Rede Globo emitiu um comunicado repudiando as acusações feitas pelo Santos.

Entenda o caso

A grande polêmica da semana começou aos 40 minutos do primeiro tempo, quando Santos e Flamengo empataram em 1 a 1, quando o árbitro Leandro Pedro Vuaden entendeu que houve penalidade em uma jogada envolvendo zagueiro Réver, do Flamengo, e o atacante Bruno Henrique, do Santos.

No entanto, após consulta ao quarto árbitro, Vuaden voltou atrás na decisão, para revolta do time santista, que alegaram ter havido interferência externa e acusara o repórter Eric Faria, que fazia a cobertura da partida ao lado do gramado, de ter passado informações ao árbitro. O clube garante ter vídeos e fotos que compram o fato, mas até agora nada foi mostrado, e já há quem conteste se o clube realmente dispõe desse material.

No dia seguinte, o Santos enviou um ofício à CBF pedindo a anulação do jogo e também solicitando que o repórter fosse descredenciado, além de pedir que os repórteres trabalhem na lateral do campo. O clube também pediu a punição dos árbitros que estiveram no jogo.