Ninguém duvida da identificação do #Rogério Ceni com o #São Paulo. Foram anos de conquistas e muito carinho envolvido entre o jogador e a torcida. Dos são-paulinos ganhou até o apelido de mito. A idolatria foi tão grande, que um ano após sua aposentadoria conseguiu assumir o cargo de técnico do #Tricolor. Acabou não dando certo,

Depois de seis meses trabalhando como treinador, acabou demitido nesta segunda-feira (3). Mas o que parecia ser uma rescisão tranquila está longe de acabar. Isso porque tem uma cláusula no contrato que garante um pagamento para ele de R$ 5 milhões, caso seja demitido com rendimento superior a 47%, número calculado baseado no aproveitamento dos técnicos anteriores.

Publicidade
Publicidade

Em todas as competições no ano, Rogério obteve um desempenho de 49%, o que supera o combinado com a diretoria.

Segundo informações do bem informado comentarista Osvaldo Pascoal, do canal Fox Sports, o caso pode parar na Justiça, se as coisas não ocorrerem direito. Segundo ele, o ex-goleiro ficou ''arrasado'' com essa demissão, e vai querer, sim, o valor prometido pela diretoria tricolor.

Chegada

Rogério foi confirmado como novo comandante do São Paulo no final de 2016. A torcida naquele momento ficou eufórica com a possibilidade de ver o maior ídolo treinando a equipe. Já parte da imprensa ficou com um pé atrás, pois ele nunca havia exercido o trabalho em lugar nenhum.

Outra parcela da crônica esportiva aprovou o nome dele, alegando que Ceni tem anos de bagagem dentro de campo, além de sempre ter dado pitaco quando ainda era jogador.

Publicidade

Ele trouxe com ele dois estrangeiros para compor a comissão técnica do time, o francês Charles Hembert, que atuou como supervisor de futebol, além auxiliar inglês Michael Bale.

O segundo pediu para sair na última sexta-feira (30), enquanto o primeiro foi demitido nesta terça-feira (4). O início de trabalho até empolgou. Os comentaristas falavam com entusiasmo de como o time dele se portava em campo. Atuava de forma ofensiva, fazia muitos gols, mas levava muitos também. Entretanto, o rendimento acabou caindo e terminou da forma que nenhum são-paulino esperava.

Novo treinador

Ao que tudo indica, o técnico que irá substituir Rogério Ceni será Dorival Jr. Ainda segundo a Fox Sports, a diretoria já fez uma proposta para o ex-técnico do Santos, que respondeu com uma contraproposta. A diferença dos valores não é grande. Então, a tendência é que haja um acerto entre as partes.