Nesta segunda-feira (17), no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, no Rio de Janeiro, aconteceu o julgamento do Vasco por conta da briga ocorrida no clássico diante do #Flamengo, no último dia 8. O estádio de São Januário continuará interditado, conforme uma liminar, além disso, o clube perdeu seis mandos de campo e ainda foi multado em 75 mil reais. O Flamengo também não escapou das punições e foi penalizado com multa de 5 mil reais. Por ser em primeira instância, as duas partes podem recorrer da sentença.

O julgamento foi acompanhado pelo presidente Eurico Miranda e o time cruzmaltino foi denunciado três vezes no artigo 2013, que prevê tentativa de invasão de campo, lançamento de objetos e desordem.

Publicidade
Publicidade

Os fatos ocorreram após o apito final da partida, que terminou com vitória flamenguista por 1 a 0. Os tumultos também ocorreram fora do estádio, onde um torcedor morreu baleado. A interdição do estádio já havia sido determinada previamente por Paulo César Salomão Filho, presidente em exercício do #STJD, decisão esta que foi mantida no julgamento desta manhã.

A defesa vascaína alegou que todos os laudos foram apresentados e que classificou como absurda a tese de que os tumultos ocorreram por falta de condições, dizendo ainda que os tumultos foram orquestrados para que o #Vasco não pudesse mais usar seu campo. “A denúncia não tem qualquer cabimento”, disse o advogado de defesa Paulo Rubens Máximo.

A tese do Vasco de que os tumultos ocorreram por conta de falha no sistema de policiamento presente no estádio foi rebatida pelo procurador do STJD, Luciano Hostins.

Publicidade

Segundo ele, a atuação do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (GEPE) evitou uma tragédia ainda maior.

Além de não poder contar com o estádio de São Januário, o Vasco ainda terá que jogar a 100 quilômetros da cidade do Rio de Janeiro e dentro do estado. Uma das opções seria o estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Caso a pena seja cumprida integralmente e após isso o estádio seja liberado, o Vasco só jogaria mais cinco vezes em São Januário, local onde o time vinha obtendo bons resultados. Na partida deste domingo (16), contra o Santos, o Vasco jogou no estádio Nilton Santos com portões fechados.

O primeiro jogo de punição do Vasco será apenas no dia 31, quando receberá o Atlético Paranaense. Antes, os comandados do técnico Milton Mendes farão dois jogos fora de casa. Na quarta-feira joga no Morumbi contra o São Paulo e depois visita o Atlético Mineiro no Independência.