Três dias depois afirmar que o Corinthians iria despencar no Campeonato Brasileiro, o técnico do Grêmio Renato Portaluppi mudou o discurso e até mesmo chegou a pedir desculpas pela polêmica declaração. Após a vitória deste domingo (16), por 3 a 1 sobre a Ponte Preta, na Arena do #Grêmio, o treinador voltou a falar sobre o assunto.

Antes de começar a ser sabatinado na entrevista coletiva, o treinador tomou a palavra para se redimir da declaração dada após a vitória sobre o Flamengo, na quinta-feira. Ele afirmou que se expressou de maneira equivocada e que na verdade queria dizer que os paulistas teriam alguns tropeços ao longo do campeonato.

Publicidade
Publicidade

“Peço desculpas porque me posicionei mal após o jogo do Flamengo”, disse.

Apesar do #Corinthians ter mesmo tido um tropeço no sábado (15), quando jogando em casa ficou no empate em 2 a 2 com o Atlético Paranaense, Renato preferiu focar no desempenho de sua equipe, afirmando que sua equipe tem que fazer a parte que lhe cabe. “Não adianta o Corinthians tropeçar se o Grêmio não fizer”, disse.

Portaluppi também acredita que a briga não ficará restrita as duas equipes e que outros times que estão mais abaixo ainda podem alcançá-los, uma vez que ainda restam 24 rodadas para o fim do campeonato. Após a 14ª rodada, o Grêmio chegou a 28 pontos diminuiu para oito a diferença para o Corinthians e agora leva quatro pontos de vantagem para Santos e Flamengo, que dividem a terceira colocação e ainda se enfrentarão até o final do turno.

Publicidade

O Grêmio volta a jogar na próxima quarta-feira (19), quando irá até Salvador encarar o ameaçado Vitória.

Carille responde

Uma das questões que o técnico do Corinthians Fábio Carille respondeu na coletiva de imprensa após o empate em 2 a 2 com o Atlético Paranaense, foi justamente a declaração dada por Renato Portaluppi na quinta-feira. Sem querer alimentar polêmicas, o treinador corintiano se resumiu a dizer que no inicio do ano ouviu coisas bem mais pesadas. Segundo ele, o grupo é maduro e isso é algo muito pequeno comparado às cobranças que ele sofreu no começo da temporada. Para ele, cada um fala o que quer.

O treinador se mostrou mesmo incomodado quando o assunto invencibilidade foi levantado. Utilizando um tom mais duro do que de costume, Carille disse que se preocupa com rendimento e não com resultado e que uma hora a derrota irá acontecer. “Vai perder e vamos preparar para outro jogo. É assim”, disse.

O Corinthians voltará a colocar sua invencibilidade à prova na próxima quarta-feira (19), quando vai até a Ressacada encarar o Avaí. O jogo começa às 21 horas. #Brasileirão