No dia 17 de julho de 1994, o Brasil quebrava um jejum de 24 anos sem título da Copa do Mundo ao vencer a Itália nos pênaltis e conquistar o tão sonhado tetracampeonato nos #Estados Unidos. Mas não foi apenas a conquista verde-amarela que tornou aquele mundial inesquecível e um dos mais bacanas já disputados. No aniversário de 23 anos do tetra, listamos 23 fatos curiosos daquela Copa.

1 – Primeira Copa disputada na América do Norte

Apesar de já ter sido terceiro colocado em Copas, o futebol em 1994 estava longe de ser o esporte favorito do americano. Mesmo assim, o país foi sede daquele mundial.

2 - Jogador mais velho a entrar em campo

O camaronês Roger Milla se tornou o jogador mais velho a disputar um jogo de #Copa do Mundo com 42 anos de idade.

Publicidade
Publicidade

3 – Artilheiro de um jogo só

Em uma Copa com Baggio, Romário, Stoichkov dentre vários goleadores, a artilharia ficou com o russo Oleg Salenko, que assim como Stoichkov, marcou seis gols. Porém, cinco deles foram anotados na partida contra Camarões, quando os dois times já estavam eliminados.

4 – Primeiro gol da Nigéria Um dos momentos mais emocionantes daquela Copa foi o primeiro gol da Nigéria, marcado por Rashidi Yekini. O jogador, que morreu em 2012, foi às lagrimas agarrado às redes após marcar contra a Bulgária. Veja esse momento histórico e emocionante:

5 – Primeiro goleiro expulso

Gianluca Pagliuca foi o primeiro – e até agora único – goleiro a ser expulso em uma Copa do Mundo. Na partida contra a Noruega, ele tocou a bola com a mão fora da área, evitando o que seria o gol norueguês.

Publicidade

6 – A última Copa de Maradona

Maradona foi ao seu quarto Mundial e até começou bem, marcando um gol contra a Grécia na estreia. Porém, após aquele mesmo jogo, ele acabou pego no antidoping, sendo suspenso pela FIFA. Veja o último gol do argentino em copas.

7 – A Primeira Copa de Ronaldo

Com apenas 17 anos, Ronaldo Fenômeno participou de sua primeira Copa do Mundo. O herói do penta, oito anos mais tarde, no entanto, ficou banco e não jogou um minuto sequer.

8 – Nomes nas camisas

A Copa de 1994 foi a primeira em que jogadores tiveram seus nomes estampados na camisa.

9 – Gol antológico

Al-Owairan foi o autor do gol mais bonito daquele mundial. O jogador da Arabia Saudita pegou a bola da entrada de sua área, cruzou todo o campo da Bélgica antes de estufar as redes. No meio do caminho, ele deu um drible desconcertante em um marcador. Veja o vídeo:

10 – Campeão nos pênaltis

A Copa de 94 foi a primeira a ser decidida nos pênaltis.

11 – Última com 24

O Mundial dos Estados Unidos foi o último a contar com apenas 24 seleções.

Publicidade

Na Copa seguinte, o número aumentou para 32.

12 – Tradicionais fora

Seleções tradicionais, como França, Portugal, Inglaterra e Uruguai não foram aos Estados Unidos.

13 – Estádio coberto

Estados Unidos e Suíça fizeram o primeiro jogo de Copa em um estádio coberto.

14 – Muito quente

Alemanha e Coreia do Sul jogaram sob um calor de 46 graus.

15 – Pior campanha

A então atual campeã Alemanha caiu nas quartas de final para a Bulgária. Entre os mundiais de 1982 e 2014, esta foi a pior participação dos germânicos em mundiais.

16 - Só dois minutos

Foi o que durou a participação Marco Etcheverry na Copa do Mundo. Grande nome da seleção da Bolívia, ele entrou na partida de estreia contra a Alemanha, logo em seguida deu um pontapé no adversário, foi expulso, pegou dois jogos de suspensão e como os bolivianos caíram na primeira fase, deu adeus ao mundial.

17 – Maior média

A Copa dos Estados Unidos foi a com maior média de público da história, com 68.413 presentes por partida.

18 – Gol contra fatal

O colombiano Escobar marcou um gol contra na derrota por 3 a 1 para os Estados Unidos. Foi morto a tiros após regressar para a Colômbia.

19 – Bicicleta de Balboa

Um dos gols mais bonitos que não aconteceu foi a bicicleta dada pelo americano Marcelo Balboa neste mesmo jogo contra a Colômbia. A bola, infelizmente, passou triscando a trave. Veja o vídeo:

20 – Gostou de vencer

Até chegar aos Estados Unidos, a Bulgária nunca tinha vencido um jogo sequer de Copa. Em 94, o time comandado por Stoichkov não só venceu a primeira, como também eliminou a atual campeã Alemanha, só parando diante dos italianos nas semifinais.

21 – Ovelha amarela

O Brasil foi a única seleção de fora da Europa a estar entre os oito classificados para as quartas de final.

22 – Tudo azul

Na semifinal contra a Suécia, o Brasil jogou com uniforme completamente azul.

23 – É treta, é tetra

Como não esquecer os gritos de Galvão Bueno após Baggio mandar por cima a última cobrança italiana na disputa de pênaltis da final. #tetracampeão