Neste sábado, dia 07 de julho, acontecerá o clássico dos milhões, no qual as duas maiores torcidas do Rio de Janeiro se encontrarão na colina sagrada, onde o caldeirão vascaíno estará lotado, em um clássico de torcida única, sendo que apenas 5% dos ingressos foram disponibilizados para a torcida do Flamengo.

São Januário é um estádio que faz parte da história do #Futebol brasileiro, e que já viveu muitas glorias do Vasco da Gama, e que tem o clamor de ter sido construído por sua torcida fiel e calorosa em dias de jogos. E como não poderia ser diferente, até quarta-feira, dia 05/07, já havia sido vendidos 16 mil ingressos.

Publicidade
Publicidade

Sabendo de todo esse clamor que o estádio representa para o #Vasco da Gama, e do atual retrospecto de jogos do Vasco, no estádio, o técnico do Flamengo, Zé Ricardo admite que o estádio do Vasco e a sua historia amedrontam o clube rival, e dificultará ainda mais o jogo. O técnico defende que para a importância que o clássico representa para o futebol brasileiro, o jogo deveria ser no Maracanã, e faz a seguinte afirmação: “Flamengo e Vasco deveria ser sempre no Maracanã. Mas são problemas políticos. Acredito que seria o melhor palco para fazermos o melhor jogo. Momento bom das duas equipes, teríamos um grande público. Mas por outros fatores, vamos jogar em São Januário, mas estamos preparados. No returno jogaremos na Ilha. Precisamos descansar porque são três jogos em seis dias.”

Desfalques e estreias

O Vasco vai ter 3 desfalques importantes para o clássico dos milhões.

Publicidade

O zagueiro Breno, que se lesionou, e os meias Jean e Douglas Luiz, que foram suspensos por receberem o 3º cartão amarelo. Em seus lugares, o técnico Milton Mendes, confirmou a entrada de Rafael Marques no lugar de Breno, Bruno Paulista e Wellington nos lugares de Douglas Luiz e Jean.

Veterano pode pintar na colina

Com apenas 1 gol em 24 jogos, o atacante Grafite, ídolo no São Paulo e no Santa Cruz, pediu rescisão de contrato para a diretoria do Atlético Paranaense. O atacante de 38 anos, foi contratado pelo furacão, ainda em 2016, quando veio do Santa Cruz, onde fez uma bela campanha pelo clube nordestino, já que marcou 24 gols na temporada. Grafite chegou ao Atlético Paranaense como principal contratação do clube para 2017. Grafite foi sondado pelo Vasco da Gama no início do ano, e como o clube carioca precisa de um atacante para ser a sombra de Luís Fabiano, o Vasco ver o caminho livre para negociar com o jogador, principalmente pelo motivo do presidente do clube ser admirador do futebol do jogador.