Publicidade
Publicidade

Após muitos protestos dos torcedores e a sequência de maus resultados, chegou ao fim, na noite deste domingo (6), a era Zé Ricardo no Flamengo. Após a derrota, na Ilha do Urubu, por 2 a 0 para o Vitória e os protestos contra ele, a diretoria havia assegurado sua permanência no cargo, mas ao que parece mudou de ideia horas depois.

Dentre os técnicos da Série A ele era o que estava a mais tempo no cargo, desde o dia 26 de maio do ano passado, quando assumiu o lugar de Muricy Ramalho, que deixou o clube por conta de problemas de saúde. Ele dirigiu o clube em 89 partidas, tendo conquistado 47 vitórias, 25 empates e sofrendo 17 derrotas, um aproveitamento de pouco mais de 62%.

Publicidade

O primeiro ano até que foi promissor, com o time brigando até as rodadas finais com o Palmeiras pelo título de campeão brasileiro, tendo acabado no campeonato na terceira posição. Neste ano conquistou o título do Campeonato Carioca, mas a queda precoce na Copa Libertadores, ainda na fase de grupos, colocaram em xeque seu trabalho.

Bancado pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello ele seguiu no comando do Rubro-Negro, mas o time não engrenou no #Brasileirão e os resultados ruins das últimas rodadas pioraram a situação do agora ex-treinador. Apesar dos reforços de peso que chegaram, o time terminou o primeiro turno apenas na quinta colocação, 18 pontos atrás do líder Corinthians.

O #Flamengo já tem compromisso na próxima quarta-feira (9), quando recebe o Palestino do Chile pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Publicidade

No jogo de ida, o time carioca conquistou boa vantagem ao vencer por 5 a 3. Pelo Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro volta a campo no próximo domingo (13), quando vai até o Mineirão desafiar o Atlético Mineiro.

Ainda não há informações de quem poderia ocupar a vaga de Zé Ricardo no Flamengo. Jorginho, demitido semana passada do Bahia, e Roger Machado, que estava no Atlético Mineiro, são alguns nomes interessantes que estão disponíveis no marcado.

Dança das cadeiras

Com a demissão de Zé Ricardo já são 15 trocas de treinador na atual edição do Campeonato Brasileiro e apenas nove times ainda seguem com o mesmo técnico deste da primeira rodada. O Flamengo é o primeiro dentre os times do Rio de Janeiro a mudar de comando. Se for contar os técnicos que começaram o ano, apenas Fluminense, com Abel Braga, o Cruzeiro, com Mano Menezes, o Corinthians, com Fábio Carille, o Avaí com Claudinei Oliveira e o Botafogo com Jair Ventura, seguem no cargo. #Ze Ricardo