Na noite deste sábado (5), na Arena em Itaquera, o Corinthians venceu o Sport Recife pelo placar de 3 a 1 e terminou o primeiro turno de maneira invicta, algo que nunca havia acontecido desde que a competição passou a ser disputada em pontos corridos, também com o melhor aproveitamento de todos os tempos para uma primeira parte de campeonato, algo também inédito. Ao final da partida, os técnicos Fábio Carille e Vanderlei Luxemburgo falaram com a imprensa em entrevista coletiva.

Apesar da boa vantagem para seus perseguidores, dos 34 jogos de invencibilidade, e do excelente aproveitamento, o técnico corintiano Fábio Carille prefere manter os pés nos chão e manter o foco.

Publicidade
Publicidade

Questionado se com esse aproveitamento já pode-se dizer que o time está perto do título, ele adotou palavras de cautela. “Temos de confirmar isso no segundo turno. Agora são 19 jogos, 57 pontos em disputa, muita coisa, não pode afrouxar”, disse.

Ele também comentou sobre a longa invencibilidade do time, que está apenas três jogos de bater a maior série invicta do clube ele teceu vários elogios ao grupo de jogadores, que tem cumprido o que lhe é pedido. “O grupo que eu tenho na mão vai, mostra, cumpre”.

Agora o #Corinthians vai ganhar algo que é muito raro entre os clubes: tempo para trabalhar. Por não estar jogando a Libertadores e por já estar fora da Copa do Brasil, a equipe ganhará duas semanas de folga. Isso porque o duelo contra a Chapecoense, que aconteceria no próximo final de semana, e que abriria o returno, foi adiado para o dia 23 de agosto, em razão da viagem do time catarinense para a Europa.

Publicidade

Assim, o Corinthians só volta a jogar no dia 19, novamente em Itaquera, contra o Vitória.

Fala, Luxa

O técnico Vanderlei Luxemburgo preferiu não dar tanto peso ao resultado negativo que o #sport obteve no jogo deste sábado. Segundo o treinador, o Corinthians é uma equipe muito difícil de ser batida por conta de sua organização tática. “Ninguém conseguiu ganhar do Corinthians. Não foi o Sport que perdeu”.

Para o treinador, que foi campeão brasileiro dirigindo o alvinegro em 1998, a equipe de Fábio Carille é um time cirúrgico. “Não podemos querer crucificar o time porque perdeu para o Corinthians. Temos que bater palmas para eles”, disse.

Com 28 pontos ganhos, o Sport segue na sexta colocação, mas poderá ser ultrapassado pelo Cruzeiro, que neste domingo (6), recebe o Botafogo, no Mineirão. O próximo compromisso dos pernambucanos, já pela abertura do returno, será no domingo (13), na Ilha do Retiro, contra a Ponte Preta. #Brasileirão