Publicidade
Publicidade

O Palmeiras [VIDEO] teve alguns problemas extra-campo durante a semana passada. Após a eliminação na Copa do Brasil diante do Cruzeiro, em Minas Gerais, o volante Felipe Melo cobrou os companheiros de equipe de forma ríspida no vestiário e o técnico Cuca acabou confirmando que não o escalaria mais. Para a imprensa, o treinador disse que tinha certo receio de Melo ficar chateado por não ser mais escalado e que isso poderia dar problema interno no relacionamento do grupo.

Em áudio vazado na noite de ontem, o jogador rechaçou a explicação e chamou Cuca de 'mau-caráter' e que enquanto ele estiver no comando técnico, 'não defenderia' mais o #Palmeiras.

Publicidade

Além disso, confirmou que vários clubes brasileiros estão atrás para contratá-lo, entre eles Corinthians, Cruzeiro e Flamengo.

A diretoria alviverde por enquanto não emitiu nenhuma nota oficial. No caso, Alexandre Mattos, executivo de #Futebol, estuda o que fará com o volante. O contrato deve continuar vigente e o Palmeiras vai escolher o destino do jogador no Brasil. A ideia é não liberar para nenhum clube que esteja disputando a Copa Libertadores da América justamente para não reforçar um rival na luta pelo título.

Outros dois jogadores foram dispensados

Depois da confusão com Felipe Melo, o Palmeiras decidiu suspender o contrato de mais dois atletas. O atacante Mazinho, que foi contratado em 2012, ficou sem contrato. O jogador disputou 61 partidas e marcou nove gols com a camisa palmeirense.

Publicidade

Antes de chegar ao clube, ele foi apelidado de Messi Black, comparado ao grande astro argentino do Barcelona.

Durante o período de contrato, Mazinho foi emprestado quatro vezes. Defendeu Vissel Kobe, do Japão, Coritiba, Oeste e Santa Cruz.

O outro jogador dispensado foi o meia Diego Souza. Saído das categorias de base, o atleta ainda não tem destino definido. Usou a camisa Alviverde apenas duas vezes e não teve mais nenhum tipo de oportunidade com nenhum técnico.

Atualmente, Diego defende o Juventude-RS e deve ter um novo vínculo com o clube. Com o Palmeiras não existe mais nenhum documento que o prenda.

Mais atletas devem sair

O objetivo da diretoria do Palmeiras é eliminar contrato nocivos ao setor financeiro. Atletas que estão emprestados mas que tem seus vencimentos quitados pelo clube terão seus contratos repensados ou reduzidos. Desde a chegada de Alexandre Mattos já foram mais de 80 reforços contratados. A explicação é que para voltar ao mercado, 'o Palmeiras teve que se posicionar e se impor'. #Mercado da bola