O meia-atacante brasileiro Kaká, 35 anos, acabou expulso neste sábado (12), em partida válida pela Major League Soccer (MLS). Ainda que isso seja incomum, o mais estranho foi o motivo pelo qual o árbitro o expulsou. O jogo era entre Orlando City e New York Red Bulls. Aos 47 minutos do segundo tempo de partida, houve um empurra-empurra entre os jogadores das duas equipes, Kaká então passou a mão no rosto do jogador francês Aurélien Collin, que havia sido seu companheiro de equipe no Orlando. Em vídeo do lance, os dois aparecem rindo, logo se tratava de uma brincadeira. O árbitro da partida, no entanto, não compreendeu a atitude e pediu auxílio para o árbitro de vídeo para verificar o lance.

Publicidade
Publicidade

Ele entendeu a atitude como agressão e expulsou o brasileiro. Ao mesmo tempo, Collin aparece sorrindo em vídeo. Confira abaixo:

Bom moço? Confira o histórico de expulsões de Kaká

Em 17 anos de sua carreira como jogador profissional, esta foi apenas a sexta vez que o ex-ídolo do Milan foi expulso. A primeira vez em que Kaká acabou expulso foi no dia 16 de outubro de 2002, quando jogava no São Paulo, durante a primeira fase do Brasileirão, na partida diante do Santos. No confronto disputado no Cícero Pompeu de Toledo, Kaká já estava amarelado, cometeu falta no lateral-esquerdo Léo, levou o segundo cartão e acabou expulso. O São Paulo saiu com a vitória por 3 a 2.

A segunda expulsou do craque aconteceu no dia 21 de junho de 2003, durante o Brasileirão, contra o Goiás.

Publicidade

Quando o relógio marcava quatro minutos do segundo período, Kaká acabou expulso de campo depois de levantar a perna e acertar o joelho de um jogador da equipe goiana. O juiz Edivaldo Soares levantou o vermelho. O Tricolor levou a vitória: 1 a 0.

O tempo passou, Kaká se transferiu para o Milan, da Itália, ganhou o prêmio de melhor do mundo da Fifa em 2007, levantou taças, obteve conquistas individuais e se mudou para Madrid, para jogar pelo Real. Tudo isso sem nenhum vermelho.

Sete anos depois, no dia 20 de junho de 2010, atuando pela Seleção Brasileira em confronto contra a Costa do Marfim, no estádio Soccer City, em Joanesburgo, durante a Copa do Mundo da África do Sul, o jogador foi expulso aos 39 minutos do segundo tempo.

A quarta expulsão de Kaká foi no dia 12 de janeiro de 2013, enquanto ainda jogava pelo Real Madrid. Durante duelo contra o Osasuna, em partida válida pelo Campeonato Espanhol, o jogador foi mandado mais cedo para o chuveiro, aos 13 do segundo tempo.

No dia em que a Independência americana é comemorada, em um 4 de julho, foi a quinta expulsão do craque, quando já havia se mudado para Orlando. Isso foi no ano de 2015. Bom, a sexta, você já sabe... #kaka #Futebol #Futebol Internacional