Morreu nesta terça-feira (1º) [VIDEO], o ex-presidente e patrono do Grêmio Hélio Dourado, aos 87 anos. Ele sofreu um infarto durante a madrugada, em sua casa, em Porto Alegre. Seu corpo está sendo velado nesta tarde na Arena do Grêmio e a cerimônia de cremação acontece na quarta-feira (2).

O Tricolor emitiu uma nota de luto em seu site oficial e outros clubes também se manifestaram, emitindo mensagens de pesar, como o time do Internacional.

Dourado esteve na presidência do Grêmio entre os anos de 1975 e 1981. Foi durante o seu mandato que o clube conquistou seu primeiro campeonato brasileiro, em 1981. No seguinte, o time viria a conquistar a Copa Libertadores e o Mundial Interclubes.

Publicidade
Publicidade

Ele também foi um dos responsáveis pela conclusão do segundo anel, em 1980, da antiga casa gremista: o Estádio Olímpico. Ele foi contra a mudança para a Arena

Uma vida dedicada ao Grêmio

om apenas 11 anos de idade, Hélio se tornou sócio do Grêmio. A carteirinha foi um presente de aniversário dado por sua mãe. Alí tinha início uma grande trajetória, que também teve um único capítulo escrito no gramado.

Em 1947, ele foi convidado para jogar pelo time, mas disputou apenas uma partida, em duelo contra o Renner, o qual o Grêmio perdeu por 1 a 0. Apesar de seu desempenho agradar e dos pedidos para que seguisse no time, ele preferiu continuar os estudos em medicina, o qual se formou pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Mesmo não seguindo como jogador, sua ligação com o clube não só continuou como também aumentou.

Publicidade

Com 24 anos comprou uma cadeira cativa do então recém-inaugurado Estádio Olímpico, e em 1967 tornou-se conselheiro. Foi eleito presidente em 1975, e após o termino de seu mandato, seis anos mais tarde, ainda seguiu colaborando com o clube, mesmo não ocupando mais cargos oficiais. Há três anos, tornou-se o terceiro patrono clube. Antes após Aurélio de Lima Py e Fernando Kroeff haviam recebido essa honraria.

Maratona pela frente

Bem nas três competições que disputa, o Grêmio terá um mês de agosto bastante intenso. A maratona já começa nesta quarta-feira (2), quando o clube encara joga em Goiânia contra o Atlético local. No final de semana será a vez de pegar em sua arena outro Atlético, desta vez o mineiro. No dia 9, também em Porto Alegre, o desafio será contra o Godoy Cruz pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Além de outros três confrontos válidos já pelo returno do Campeonato Brasileiro, contra Botafogo (fora), Atlético PR (casa) e Sport (casa), o Tricolor ainda faz o primeiro duelo das semifinais da Copa do Brasil, também em sua casa, contra o Cruzeiro. #FutebolBrasileiro #Gêmio #Brasileirão