Publicidade
Publicidade

Se no Campeonato Brasileiro, o #Corinthians anda sobrando e o #Flamengo decepcionando seu torcedor, o mesmo não se pode dizer em relação à administração financeira dos clubes. O Flamengo [VIDEO] sobra em relação ao Corinthians e a todos os outros clubes do Brasil.

O Rubro-Negro carioca hoje é modelo de administração de um clube de futebol e se os resultados desportivos ainda não apareceram, é questão de tempo para que o clube se torne o papa-títulos na América do Sul. O clube está ficando muito à frente dos outros brasileiros e o seu poder aquisitivo só pode ser comparado ao do Palmeiras, que tem ajuda de um patrocinador fora dos padrões brasileiros, mas mesmo assim, o Rubro-Negro [VIDEO] supera o time paulista.

Publicidade

O Clube de Regatas do Flamengo foi o grande campeão brasileiro dos anos 80, liderado por um dos maiores nomes do futebol mundial, Zico. Entretanto, dos anos 90 até 2012, o clube foi administrado por diversos presidentes amadores e que só aproveitavam o status oferecido pelo clube e manchavam o nome do Flamengo diante do cenário nacional, com total falta de organização e despreocupação com a marca Flamengo no cenário brasileiro e internacional. Entretanto, a partir de 2013, com a chegada dos membros da "chapa azul", o Flamengo começou a andar novamente nos trilhos e pagar criteriosamente os seus compromissos. O clube aos poucos foi se estruturando, pagando a sua monstruosa dívida e hoje já pode-se provar um pouco do que está por vir. O elenco do Flamengo é, sem dúvidas, o mais talentoso do Brasil e em 2018, sob o comando de Reinaldo Rueda, esse time irá longe.

Publicidade

Entretanto, quem tem dado as cartas no Campeonato Brasileiro é o Corinthians. O clube tem o melhor aproveitamento da história de um campeão de primeiro turno e caminha a passos largos para a conquista de mais um título. Mas não se engane torcedor corintiano, o cenário econômico do clube é desastroso e pode refletir no desempenho desportivo em breve. No balancete divulgado esta semana, o Corinthians aparece com um débito líquido de R$ 472 milhões (sem contabilizar a Arena), com um crescimento de quase R$ 50 milhões em relação ao final do ano de 2016. Enquanto o Flamengo tinha R$ 460,6 milhões de dívidas líquida e hoje aparece com R$ 364,4 milhões.

Neste ano, o Corinthians apresenta um déficit de 25% e, segundo a lei do #Profut, o máximo permitido é 10%. Se o clube continuar com esses números até o final do ano, pode acarretar em penalizações ao Sport Clube Corinthians Paulista, sendo, na maior delas, a exclusão do clube no programa.