Publicidade
Publicidade

O Santos pode ter um “reforço” inesperado para a sequência do Campeonato Brasileiro. Dado como certa sua saída para o Lille, da França, o lateral-esquerdo Caju pode permanecer na Vila Belmiro. Isso porque ele não foi aprovado nos exames médicos feito pelo clube europeu e a negociação pode não acontecer.

Os exames detectaram que há uma diferença de força entre uma perna e outra do jogador, além de um problema no púbis. Somente neste ano, o jogador também teve duas lesões musculares. No entanto, isso não significa ainda que o clube tenha desistido de contratar o jogador. O Lille aguarda os resultados de um tratamento para daí sim saber se ficará com o atleta.

Publicidade

No mês passado, o #Santos emprestou o jogador ao Lille por 500 mil euros com a condição da equipe francesa comprá-lo em definitivo caso ele fizesse pelo menos 15 jogos pelo clube. Caso isso ocorresse, os paulistas receberiam mais 4 milhões de euros, cerca de 14 milhões e meio de reais.

Junto com Caju, o time paulista também negociou com o Lille o volante Thiago Maia, que inclusive já se apresentou ao novo clube. Dos 51 milhões de euros pagos pelo clube europeu, 60% irão para os cofres santistas, outros 30% irão para o próprio atleta e os 10% restante repassados à empresários.

Terceiro colocado no Campeonato Brasileiro, com 31 pontos, o Santos terá uma parada dura nesta quarta-feira (2), pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, quando recebe o Flamengo, às 21h45, no estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Publicidade

Assédio italiano

Depois de ter assinado na última sexta-feira (28), seu primeiro contrato profissional com o Santos, o jovem Yuri Alberto já desperta interesse de grandes times italianos, segundo notícia veiculada pelo jornal La Gazzetta Dello Sport. O acordo com o Peixe é válido até 2020, com multa rescisória estipulada em 50 milhões de euros, cerca de 183 milhões de reais.

Apesar de ainda ter idade para jogar na categoria sub 17, Yuri já está integrado ao elenco sub 20. No ano passado ele foi artilheiro de todas as competições da categoria sub 15 que disputou.

O futebol italiano também está de olho no meia Léo Citadini. Segundo notícia publicada pelo portal Globo Esporte, o Chievo da Itália prepara uma nova proposta pelo jogador de 23 anos. Em 2016 o mesmo clube já havia tentado sua contratação, mas o então técnico Dorval Júnior não concordou com sua saída.

Agora, segundo a reportagem, o clube pediria o empréstimo do jogador sem custos com um valor de compra fixado. Léo Citadini tem sido pouco usado por Levir Culpe e sob o comando do atual treinador jogou apenas 31 minutos. #Brasileirão #Mercado da bola