O Palmeiras [VIDEO] começou 2017 com grandes expectativas. A 'menina dos olhos', a conquista da Copa Libertadores da América, teve o sonho findado nesta quarta-feira (9). Contra o Barcelona-EQU, o Verdão venceu no tempo normal e perdeu nos pênaltis. Egídio desperdiçou a última cobrança, que garantiu os equatorianos nas quartas de final da competição.

Assim que a cobrança foi perdida, a torcida organizada não perdoou e chamou o time de 'sem vergonha'. Ofensas ao lateral Egídio também foram gritadas e o atleta saiu de campo de cabeça baixa. Nos vestiários, muitos choraram e eliminação.

Outro jogador muito contestado foi Deyverson.

Publicidade
Publicidade

O atacante se negou a bater [VIDEO]um dos pênaltis e disse que 'não estava preparado'. O fato irritou boa parte dos torcedores presentes, que imaginavam uma postura diferente do recém-contratado.

Notificação extrajudicial

Se não bastassem as dores de uma penosa eliminação e a lesão de três jogadores importantes (Moisés, Mina e Dudu), o #Palmeiras recebeu uma má notícia nesta quinta-feira (10). Felipe Melo, volante que foi afastado pelo técnico Cuca, emitiu, por meio de seus advogados, uma cobrança extrajudicial para voltar a jogar e treinar com os companheiros. Ele alega 'assédio moral' no caso.

Se o clube não se manifestar, Melo pode conseguir a rescisão na Justiça e ainda uma compensação financeira indenizatória. Os valores, no entanto, não foram revelados.

Felipe foi contrato em janeiro deste ano como uma das grandes estrelas da temporada.

Publicidade

Chegou com toda pompa e conquistou parte da torcida pelo seu jeito forte de ser. No duelo contra o Peñarol, no Uruguai, o jogador se envolveu em uma confusão e proferiu um soco no jogador uruguaio. A Conmebol o suspendeu por seis partidas, que depois caíram para três.

Na eliminação do Palmeiras contra o Cruzeiro, na Copa do Brasil, Felipe entrou nos vestiários cobrando os companheiros, fato que irritou profundamente Cuca. O treinador entendeu que ele não obedeceu a ordem hierárquica do clube e resolveu conversar com Alexandre Mattos, executivo de #Futebol, pedindo o afastamento.

Na torcida, a reação não foi positiva. Muitos quiseram que o jogador fosse relacionado novamente, e muitos concordaram com a atitude de Cuca. A principal uniformizada do clube emitiu nota pedindo para o Palmeiras rever a atitude e reconsiderar mantê-lo no elenco.

O Palmeiras foi procurado, mas resolveu não se manifestar sobre o assunto. #Brasileirão