Publicidade
Publicidade

Afastado há quase um mês por estar negociando com outro clube, [VIDEO] o meia Nenê pode ser reintegrado ao elenco do Vasco [VIDEO]. A informação foi passada pelo vice-presidente de futebol do clube Eurico Brandão, em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (8), em São Januário.

O dirigente afirmou, no entanto, que ele precisará antes ter uma conversa com o técnico Milton Mendes e com os demais jogadores do grupo, uma vez que foi o próprio jogador quem decidiu por seu afastamento. "Quem tirou o Nenê do time foi o Nenê. Ele pediu para não jogar. Ele pediu para rescindir o contrato", disse.

O referido pedido aconteceu na véspera da partida diante do São Paulo, no Morumbi, no último dia 19.

Publicidade

Na ocasião, ele disse que estava negociando por outro clube e por isso não queria viajar para São Paulo. No entanto, as negociações não se concretizaram e ele passou a treinar em separado.

Eurico disse que, de fato, Nenê chegou a ter proposta de um time espanhol e outro italiano, porém o negócio não aconteceu. E disse ainda que aceita a volta do atleta, porém o mesmo terá que seguir rigidamente algumas normas, como não reclamar ao ser substituído, por exemplo. “Precisa ter a vontade de retornar, mas vai ter que ter mudança comportamental”, disse Brandão.

Nenê chegou ao #Vasco no meio do Campeonato Brasileiro de 2015, quando o time já começava sua malsucedida luta contra o rebaixamento. Apesar da queda do time para a Série B, o jogador acabou caindo nas graças dos torcedores.

Rodrigo

Uma das grandes polêmicas do final de semana foi a briga entre o zagueiro da Ponte Preta Rodrigo e o técnico vascaíno Milton Mendes ao final do jogo entre as duas equipes, no domingo passado, em Campinas.

Publicidade

Na mesma entrevista coletiva, Eurico Brandão defendeu o treinador e disse que outros técnicos não queriam trabalhar com o jogador na época em que ele defendeu o clube.

“Foram-se criando desgastes dentro do clube, de diversos tipos. Todos os treinadores que passaram aqui gostariam que o Rodrigo saísse”, disse o vice-presidente, que também tirou a responsabilidade da saída do jogador dos ombros de seu técnico, afirmando que isso era uma decisão que já estava tomada pelo clube. “Quando o Milton chegou, já era uma posição praticamente firmada por nós”, completou.

Na 12ª colocação do Campeonato Brasileiro com 24 pontos em 19 jogos, o Vasco abrirá o returno da competição jogando contra o Palmeiras, no próximo domingo (13), às 16 horas, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. #Brasileirão #Mercado da bola