Em menos de um mês, a maior #luta do #boxe em 2017 irá ocorrer. Os ingressos já estão sendo vendidos junto com o pay-per-view para o encontro de Conor Mcgregor contra Flyod Mayweather, mas boa parte do público que irá pagar o preço salgado para assistir ficará desapontada pela forma que a luta será desempenhada.

Serão poucos os que entendem realmente de boxe que irão assistir a peleja. Outras categorias de espectadores estão em grupos mais diversificados. Serão os que querem ver um dos dois perder, seja Mcgregor com sua fama de provocador, ou Mayweather com os números enormes de vitórias.

Também terá os que querem ver apenas pela luta ter um forte apelo midiático, por ser um lutador de #MMA enfrentando um dos maiores nomes do boxe.

Publicidade
Publicidade

Estes citados, por não acompanharem o boxe, vão achar estranho a forma cautelosa de Mayweather. O lutador que há 40 anos não corre risco de perder em suas lutas pela ótima defesa apresentada, mas procura lutar com a estratégia mais do que com um despreparo, podendo alguns espectadores acharem chato.

"This is boring"

A prova disso ocorreu no último final de semana, no UFC 214. A luta para decisão do cinturão entre Tyron Woodley contra o brasileiro Demian Maia mostrou como o grande público responde a lutas mais técnicas. Em determinado momento, quando Woodley não respondia e fugia das tentativas de queda de Demian, sabendo que ir para o chão com o brasileiro seria o pior dos caminhos.

A torcida, não satisfeita, gritou em alto e bom som que aquilo estava chato. Dana White, o todo-poderoso do UFC, na coletiva após a luta foi perguntado se a forma que lutou Woodley poderia ser a mesma que Mayweather.

Publicidade

White, não respondeu diretamente, apenas queria saber se o jornalista era na verdade um empresário do lutador campeão do UFC.

As duas estratégias de luta são semelhantes em alguns aspectos. Woodley não queria entrar no jogo de Demian, e por isso preferiu sempre ficar em pé e não dar espaço para o brasileiro - que tem como a luta de chão sua base para as artes marciais.

Mayweather sabe que se for com muita sede ao pote, poderá receber alguns golpes, perdendo a luta. Para que mudar agora? Uma das atrações será ver como Mcgregor irá "furar" a tão sólida defesa de Floyd que está com 49 lutas e 49 vitórias, sendo que nem Pacquiao conseguiu tal feito.

É possível que essa postura mais técnica de Mayweather ocorra menos no dia 26 de agosto, por causa do pouco conhecimento em boxe profissional que Mcgregor tem. Fazendo o americano, um pouco de "zueira" dentro do ringue e dando emoção brincando com o irlandês. Seria o retorno dos mais de R$ 300 que o espectador pagou para assistir ao vivo.