Há duas semanas, Nenê pediu para não jogar contra o São Paulo e, por conta disso, não atua mais pelo clube. Milton Mendes não conta com o jogador, mas a torcida já pressiona pela sua volta aos gramados para ajudar o time na disputa do Campeonato Brasileiro. Muitos vascaínos pediram a sua volta [VIDEO] nesta quinta-feira, 3, principalmente porque o time está sofrendo com um #Futebol muito abaixo do esperado na competição nacional.

A grande novidade é que o futuro de Nenê pode ser o que poucos esperavam: ele pode se acertar com Milton Mendes e ganhar novamente oportunidade na equipe titular na disputa da Série A. Sem apresentar nenhuma proposta e impedido de se transferir para uma equipe da primeira divisão, o atleta está treinando e pronto para voltar ao time.

Publicidade
Publicidade

O Esporte Interativo entrou em contato com o empresário do jogador, Gilvan Costa, que deixou aberta a possibilidade da sua volta: ''Tudo agora depende do #Vasco da Gama. Nenê está à disposição'', afirmou ele.

A reportagem afirmou que a diretoria não conta com o jogador, mas tudo isso pode mudar, principalmente pela pressão da torcida. O time estava perdendo por 3 a 0 nesta quinta-feira, sem Nenê, e o torcedor começou a gritar ''Volta, Nenê''.

O último jogo de Nenê com a camisa cruz-maltina foi no empate por 0 a 0, diante do Santos [VIDEO], jogo que não teve torcida. O jogador continua vinculado ao Gigante da Colina e recebe um grande salário.

Desde a chegada de Milton Mendes, as coisas começaram a mudar em relação ao atleta no clube. Sem ser tratado da mesma forma que era por outros técnicos, ele foi para o banco de reservas e constantemente era sacado pelo treinador.

Publicidade

Além disso, Milton fez com que ele mudasse de posição dentro de campo, obrigando assim um maior desgaste físico do jogador.

O Vasco tinha uma grande dupla no meio de campo quando contava com o camisa 10 e com Douglas Luiz, que deixou o time há poucas semanas. A dupla saiu quase que no mesmo momento, dificultando assim a vida da equipe, que perdeu grande qualidade técnica e também a experiência de um jogador de 36 anos.

Com a volta dos maus resultados e ficando a cada rodada mais próximo da zona de rebaixamento, muitos veem que é melhor todos se acertarem e pensarem no futuro do clube, que está traumatizado com a Série B.

Com 111 jogos disputados com a camisa vascaína, o meia rapidamente conquistou os vascaínos e comandou o meio de campo por algumas temporadas. Mostrando a sua classe e bom futebol, ele marcou 40 gols. #Brasileirão