Publicidade
Publicidade

O #Vasco da Gama iniciou bem a semana e, ao que tudo indica, o término [VIDEO] desta semana será de grandes movimentações [VIDEO] no clube, novamente. Isso porque o clube recebeu 4 "reforços" de peso para iniciar o segundo turno do brasileirão: o lateral esquerdo Ramon, o zagueiro Paulão e os atacante Luís Fabiano e Caio Monteiro, que estavam no departamento médico, e terminaram o período de condicionamento físico no CAPRRES. Além de contar com o retorno destes jogadores, o clube pode contar, já na próxima rodada, que vai ser contra o Palmeiras, no estádio Raulino de Oliveira, neste domingo (13), com a reestreia do zagueiro Anderson Martins, que foi contratado recentemente.

Publicidade

O clube vem de uma sequência ruim de resultados, rendimento esse que vem se tornando realidade, desde que perdeu o direito de mandar os seus jogos no estádio de São Januário, quando houve uma confusão generalizada após a equipe perder o jogo para o Flamengo pelo placar de 1x0. Outro fato ruim que aconteceu neste fatídico dia, foi a morte de um torcedor cruzmaltino, em uma confusão que se alastrou de dentro do estádio, até as redondezas de São Januário. A polícia investiga o caso como homicídio e, em um laudo recente, descobriu que a bala disparada, que matou o torcedor, saiu de uma arma da própria polícia do Rio de Janeiro.

Mandatários anunciam o fim de dois impasses

Desde que o Vasco da Gama perdeu o mando de campo, no dia 8 de julho, em jogo contra o Flamengo, que é conhecido como clássico dos milhões, o gigante da colina ficou proibido de atuar em São Januário, já que o estádio foi interditado pelo Ministério Público.

Publicidade

Mas esse problema pode ter chegado ao fim, já que na manhã desta quinta-feira, o clube foi a um julgamento no Tribunal Pleno do Superior Tribunal Desportiva, onde a defesa, através dos seus advogados, solicitava a diminuição da pena aplicada à equipe cruzmaltina.

Inicialmente, o Ministério Público puniu o Vasco interditando seu estádio e o STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva ), deu uma punição de 6 jogos fora de casa. Com esta situação, o clube se viu obrigado a atuar em Volta Redonda, o que tem se tornado um impasse para o clube. No julgamento, a pena da equipe foi mantida, referente no que diz a diminuição de partidas, mas conseguiu uma vitória no sentido de poder voltar a jogar em seu estádio, mesmo de portões fechados, dependendo agora apenas do posicionamento final do MP.

Outro problema que se resolveu nesta semana foi a reintegração do meia Nenê, que tinha sido afastado das atividades da equipe desde o jogo contra o São Paulo. A direção do time e a comissão técnica conversaram com o jogador, que pediu desculpas e já treina com a equipe. Nenê não deve jogar contra o Palmeiras, neste domingo (13), por não ter ritmo de jogo. #Futebol