Publicidade
Publicidade

O Palmeiras [VIDEO] enfrenta o Santos no sábado, em casa, pelo Campeonato Brasileiro. Faltando apenas treze rodadas para o fim da competição, o jogo é considerado como um verdadeiro 'divisor de águas'.

Se vencer, o clube passa os santistas na tabela e possivelmente pode passar o Grêmio, ficando na segunda colocação e brigando diretamente com o Corinthians, líder absoluto. O Alvinegro encara o Cruzeiro fora de casa em jogo importante da rodada. Os mineiros conquistaram o título da Copa do Brasil nesta quarta-feira e devem jogar com time alternativo, facilitando a vida do rival palmeirense.

De qualquer forma, o #Palmeiras ainda confia no bicampeonato brasileiro.

Publicidade

O técnico Cuca conversou com os jogadores e colocou ainda mais vontade na busca pela segunda taça consecutiva. O objetivo é chegar no clássico contra o Corinthians, em Itaquera, com poucos pontos atrás do rival. As últimas rodadas podem ser ainda mais decisivas e o campeonato deve pegar fogo.

Despesa milionária

O Palmeiras conquistou o status de clube rico nos últimos anos. O patrocínio com a Crefisa, as receitas de bilheteria, o Avanti, venda de camisas e outras propriedades tornaram o clube paulista uma grande referência na parte financeira. Tanto que contratações de impacto como Miguel Borja e Felipe Melo foram realizadas sem muito esforço, bastando apenas combinar o valor e acertar o pagamento de forma integral.

No entanto, uma notícia balançou os bastidores do clube. A Receita Federal suspendeu o status de Entidade Filantrópica de Palmeiras e São Paulo.

Publicidade

Na prática, a suspensão deve trazer de volta antigas dívidas que foram sanadas com a isenção fiscal.

A atitude da Receita já foi publicada no Diário Oficial e os clubes agora precisam se defender. No Palmeiras, o clima é de total otimismo. A diretoria jurídica não vê problemas em rebater a ideia, apresentar documentos e comprovar que o Verdão é uma entidade filantrópica e sem fins lucrativos nesse ponto.

A reversão chega justamente para tentar aumentar a arrecadação do Governo, que até fez leilões com suas hidrelétricas. Palmeiras e São Paulo não demonstram preocupação, mas os clubes já reúnem documentos comprobatórios para evitar colocar a mão no bolso e dispender de valores gigantes.

Reforço

Mesmo com dois bons goleiros à disposição, o Verdão busca mais um jogador para a posição. O objetivo é preparar o novo goleiro para assumir a meta em caso de lesão do titular e do reserva. #Futebol