O Palmeiras [VIDEO] segue com o planejamento para 2018 por mais que não admita. Alguns jogadores já pertencem à uma lista de dispensa, e o clube já analisa alguns reforços para a próxima temporada.

O discurso, claro, ainda é focado em 2017. Na quarta colocação do Campeonato Brasileiro, a ideia é vencer o Atlético Mineiro e passar o Santos na classificação. Os mais otimistas - poucos, é verdade - acreditam que o #Palmeiras ainda tem chances de buscar a taça. O Corinthians, com 50 pontos, fez primeiro turno impecável, mas patina forte no segundo. É motivo para acreditar?

O técnico Cuca deve promover algumas alterações na equipe que viajará para Minas Gerais.

Publicidade
Publicidade

Egídio, por exemplo, deve voltar no lugar de Michel Bastos [VIDEO]. O jogador ficou 30 dias ausente para ser preservado, garantiu o treinador. Após perder pênalti na decisão da vaga contra o Barcelona do Equador pela Copa Libertadores da América, o atleta foi bastante criticado. O medo do treinador era que críticas pudesse desestabilizar ainda mais o emocional de Egídio.

Mayke, que volta de lesão, pode abocanhar a vaga de Jean no time titular. Alejandro Guerra e Moisés devem seguir no meio, e Dudu, que também volta de contusão, pode garantir uma das vagas no ataque. Borja deve seguir no banco e Willian como titular. O atacante marcou dois gols no clássico contra o São Paulo e se colocou num patamar muito bom, compensando o investimento que o clube fez. Até agora foi o reforço que mais deu retorno ao clube em termos de resultado.

Publicidade

Mina sai em janeiro

O Mundo Deportivo, jornal espanhol, garantiu o que nenhum palmeirense queria saber. O zagueiro colombiano Yerry Mina deve se transferir para o Barcelona já em janeiro. A diretoria do Palmeiras ainda adota o discurso de que Mina só viaja após a Copa do Mundo da Rússia, mas cada vez mais jornais e periódicos do país europeu confirmam a ida mais cedo do jogador para o time catalão.

O Barça vai pagar 9 milhões de euros (R$ 33 milhões). Se realmente Mina viajar somente após a Copa, o time espanhol terá que pagar mais por ele: 10 milhões de euros (R$ 37 milhões).

O colombiano chegou ao Palmeiras em 2016, assumiu a vaga e não perdeu mais. Manteve postura forte, habilidade e impressionou pela altura e gols de cabeça. Na área, Mina é muito forte. Pela Libertadores, na última participação do Palmeiras no Allianz Parque contra os equatorianos, Mina machucou o pé e teve que passar por cirurgia. Com o membro faturado, o jogador ainda tentou ficar em campo, mas foi retirado pelos médicos. #Mercado da bola #Futebol