Publicidade
Publicidade

O Palmeiras [VIDEO] está crescendo no Campeonato Brasileiro e deixando sua torcida mais empolgada. Depois da eliminação na Copa do Brasil e na Copa Libertadores da América, o torcedor palmeirense ficou frustrado com a equipe que teve investimentos de mais de R$ 100 milhões. Só o colombiano Miguel Borja, por exemplo, custou mais de R$ 30 milhões e nem no time titular está.

A impaciência do torcedor explodiu quando Egídio perdeu o último pênalti contra o Barcelona-EQU. Ainda nas arquibancadas do Allianz Parque, palmeirenses [VIDEO] cobraram o elenco de forma forte, pedindo mais empenho. A disparada do rival Corinthians na liderança também foi um estopim maior para a revolta alviverde.

Publicidade

Mas como #Futebol não é uma ciência exata, o rival alvinegro começou a ter uma campanha apenas regular e o #Palmeiras começou a despontar. A vitória contra o Fluminense trouxe de volta a esperança de ser campeão brasileiro. Algumas contas colocam o Verdão muito próximo do rival até o jogo confronto direto que ocorrerá em Itaquera. Alguns palmeirenses otimistas colocam o clássico como ponto de ultrapassagem palmeirense na competição.

Além de pensar na segunda taça consecutiva, o Palmeiras pensa também na próxima temporada.

Reforço para o ataque

A diretoria pensa exclusivamente em primeiro reforçar o ataque. Depois de fechar com o zagueiro Emerson Santos, a ideia é melhorar o setor ofensivo. Segundo o site do Terceiro Tempo, Alexandre Mattos, executivo de futebol, procurou Ricardo Goulart, que atualmente está no Guangzhou Evergrande, da China.

Publicidade

Goulart já marcou onze gols nos últimos dez jogos e já tem 27 gols em 37 partidas. É o melhor jogador ofensivo da Ásia neste momento.

A primeira conversa não foi positiva. Mattos ouviu que Goulart quer jogar em um time europeu, mesmo que seja em divisões inferiores. Uma segunda conversa deve acontecer e Mattos deve tentar convencer. O dirigente trabalhou junto com o atacante no Cruzeiro e ambos tiveram muito sucesso ao conquistar o bicampeonato.

Para o Palmeiras, dinheiro não é problema no negócio. A Crefisa está disposta a ajudar e Borja pode virar moeda de troca também. Várias vertentes podem envolver a confirmação. No Brasil, nenhum clube tem interesse em Goulart por conta do alto investimento, logo o Palmeiras não terá forte concorrência de rivais.

No sábado, o Verdão encara o Santos no Allianz Parque. Mais de 10 mil ingressos foram vendidos no primeiro dia. A expectativa é de lotação máxima. #Mercado da bola