Lionel #messi viveu uma noite daquelas, carregando a Argentina nas costas. Enquanto que o Brasil sossegava, em uma vitória folgada, sem pressão, sobre o Chile (que ficou fora da Copa), a Argentina de Messi tinha missão complicada para chagar à #Copa do Mundo. Os 'hermanos' estavam fora da classificação, antes da última rodada, e toda a pressão sobre os ombros do pequeno gênio [VIDEO], que poderia ficar de fora da Copa pela primeira vez.

Vida dura de Messi na Argentina

A Argentina pega pesado com Messi, e nem sempre são justos com sua maior estrela. Após três finais consecutivas, duas na Copa América e uma na Copa do Mundo de 2014, parecia que o esforço de Messi ainda não era suficiente.

Publicidade
Publicidade

Por culpa disso, o jogador abandonou a seleção, após perder a final da Copa América, em 2016, para o Chile. Foi aí que a Argentina mostrou seu amor por seu ídolo e pediram seu regresso. Até o presidente se emocionou, fazendo um apelo para que ele retornasse, e Messi não foi capaz de virar as costas a seu país.

Cinco vezes eleito o melhor jogador do mundo, e para muitos o melhor jogador da história, Messi parece que tem sempre que provar algo mais com sua seleção, mesmo quando seus colegas não devolvem bem a bola ou falham o chute na cara do gol.

Argentina nas costas de Messi

No meio de várias indecisões, a Argentina chegava fora do apuramento na última rodada e precisando vencer no Equador.

Publicidade

Só que 39 segundos após o início da partida, ainda Messi deveria estar pensando como vencer a partida, já o Equador fazia o gol, e deixava a Argentina em maus lençóis. 1 a 0 e o jogo nem um minuto levava.

Depois, apareceu Lionel Messi. Três vezes. O craque fez três gols e classificou a Argentina para a Rússia. Não fazia sentido uma Copa sem ele.

Imprensa se rende ao craque

No final, todos se renderam ao astro argentino e parece que, finalmente, "Messi é argentino". Assim escreveu o jornal Olé. "Da altura de Deus", escreveu o Clarín, em uma imprensa argentina completamente rendida a sua estrela maior, que tantas vezes criticaram e acusaram de não jogar como faz no Barcelona. [VIDEO] Enquanto isso, Messi já é recordista de gols nas eliminatórias sul-americana, e já é o terceiro sul-americano com mais gols por sua seleção, atrás dos brasileiros Pelé e Ronaldo.

Publicidade

No final da partida, o treinador Sampaoli se rendeu a Messi, dizendo: "Messi não deve um Mundial à Argentina. O #Futebol deve um Mundial a Messi". Seus colegas fizeram a festa, nos vestiários, cantando para o jogador, em agradecimento.

Também nas redes sociais, são muitas as homenagens. Hernan Crespo agradeceu a Messi "por tanto", enquanto Gary Lineker disse que se Messi não é o melhor de sempre, ele mesmo é uma galinha.