Publicidade
Publicidade

O Palmeiras [VIDEO] está de olho no planejamento para 2018. Pensando na próxima temporada, o clube já listou até um 'to-do' list com atletas dispensáveis. Alexandre Mattos, executivo de #Futebol, Maurício Galiotte, presidente e Cuca, atual treinador, discutem em grupo quais atletas devem deixar o elenco em dezembro.

Quem puxa a fila é o lateral-esquerdo Egídio. Depois de perder pênalti decisivo na Copa Libertadores da América, Egídio não tem mais clima para vestir a camisa palmeirense. Ele até declarou recentemente que não tem conversa pela renovação e que deseja ficar, mas tudo vai depender da atual diretoria. Cuca preservou o jogador por alguns jogos para evitar as críticas da torcida, mas nas redes sociais os palmeirenses demonstram insatisfação com o desempenho dele.

Publicidade

O zagueiro Antônio Carlos, que veio por empréstimo da Ponte Preta, não deve ter seu vínculo renovado [VIDEO] e pode voltar para Campinas. O jogador não teve oportunidades e com a chegada de Émerson Santos, do Botafogo-RJ, terá menos chances e visibilidade ainda.

Vontade de jogar no Brasil

Além de dispensar, o Palmeiras também pensa em contratar. A ideia é fazer negócios pontuais para algumas posições, como por exemplo a própria lateral-esquerda. Zé Roberto, jogador da posição, deve anunciar sua aposentadoria em breve e deixar o elenco. Ou seja, ou o Palmeiras sobe alguém da base ou terá que contratar. Victor Luiz, do Botafogo-RJ, não sabe ainda se aceita retornar. As conversas estão em andamento.

A diretoria recebeu uma indireta forte de um atleta que atua fora do Brasil. O lateral-direito Rafinha, de 32 anos, que defende o Bayern de Munique, garantiu que não descarta retorno para o Brasil e falou sobre a possibilidade de defender Palmeiras ou Flamengo.

Publicidade

Com a situação financeira em ordem, o Verdão desponta como favorito.

Rafinha disse que já recebeu algumas sondagens e propostas, mas não revelou o nome dos clubes. Ele deixou o Brasil muito cedo e está na Alemanha desde 2011. O canal de TV Fox Sports levantou alguns boatos sobre conversas com o Verdão, mas nada confirmado.

Ele começou a carreira no Londrina e depois defendeu o Coritiba. Antes de vestir a camisa vermelha do Bayern, passou por Schalke 04, também da Alemanha, e Genoa, da Itália.

Investimentos

O Palmeiras conta com a ajuda da Crefisa para investir em novos jogadores para a próxima temporada. Leila Pereira, dona da empresa, disse que é só o Verdão escolher os nomes que a empresa atuará na viabilidade de contratação. Será que Rafinha é um deles? #Palmeiras, #Mercado da bola