Publicidade
Publicidade

Acabou o sonho corintiano de conquistar o bicampeonato da Liga #Futsal. Na noite deste sábado (28), a equipe alvinegra foi derrotada na prorrogação por 1 a 0 pelo Marreco Futsal em pleno Parque São Jorge, caindo nas quartas de final da principal competição do salonismo brasileiro. A eliminação encerra uma semana desastrosa para o futsal do #Corinthians, que no domingo passado havia perdido o título da Liga Paulista, [VIDEO] também no tempo extra, para o Magnus Sorocaba.

Como havia perdido o jogo de ida, em Francisco Beltrão, por 6 a 4, o Timão precisava vencer – por qualquer placar – para levar a disputa para a prorrogação, onde por ter melhor campanha passava a ter a vantagem do empate.

Publicidade

O time da casa começou a cumprir seu primeiro objetivo cedo. Logo a um minuto e meio, o goleiro Guitta saiu jogando até o meio da quadra e tocou para Alex, que serviu para Matheus, livre de marcação, empurrar para as redes. Instantes depois, o Marreco teve a chance de chegar ao empate, com um chute de Pedro Rei, que explodiu no travessão do goleiro corintiano.

Após o susto, o Corinthians dobrou sua vantagem aos nove minutos e meio com Douglas Nunes. O pivô girou em cima de Renan e bateu forte para fazer 2 a 0. O time paranaense descontou poucos segundos depois com Suelton, que se atrapalhou todo com a bola e ela acabou entrando. O gol animou o time do Marreco que só não chegou ao empate no primeiro tempo por conta da grande atuação de Guitta, que fez duas grandes defesas, impedido o segundo gol dos visitantes.

Publicidade

Veio o segundo tempo e depois de muito insistir, o Marreco chegou ao empate aos 22’20. Em jogada ensaiada de bola parada, Sol Sales rolou para Emerson encher o pé e finalmente vencer o goleiro Guitta. A reação do Corinthians foi imediata e pouco depois o time da casa voltou a ficar na frente com um chute rasteiro de Douglas. Mas o Marreco era um time difícil de se entregar. Restando oito minutos e meio para o fim, aproveitando um erro na saída de bola corintiana, a bola sobrou para Barbosinha que, de calcanhar, serviu para Fabiano Assad chutar no canto de Guitta. Pela terceira vez tendo que correr atrás do resultado que precisava, o Corinthians foi para cima e o quarto gol veio aos 35 minutos com um chute de longe de Matheus.

A diferença de gols não faria a menor diferença para o Marreco, por isso o time paranaense decidiu ir para cima apostando no goleiro-linha e o empate no último lance da partida só não veio porque os deuses do futsal não quiseram, quando Sol Sales chutou, a bola bateu na trave direita de Guitta, depois na esquerda e voltou para o lado direto, parando embaixo do goleiro corintiano.

Publicidade

O placar em 4 a 3 levou o duelo para a prorrogação, onde era o Marreco quem precisava vencer. E o gol da classificação veio aos dois minutos e meio, quando após intensa troca de passes, Barbosinha bateu no alto do goleiro Guitta. Precisando de um gol, o Corinthians pressionou até o final. Na melhor chance, Johnny acertou a trave em finalização da pequena área, mas a noite não era do Corinthians.

O próximo adversário do Marreco será conhecido nesta segunda-feira ( 30), quando o Magnus recebe a Assoeva, em Sorocaba. No jogo de ida, o time gaúcho venceu por 2 a 0. #Liga Futsal