Publicidade
Publicidade

O Palmeiras venceu o Flamengo por 2 a 0 com dois gols de Deyverson de conseguiu dar uma respirada na conturbada semana que teve. Antes mesmo da partida, os jogadores tiveram que encarar protestos da torcida Alviverde que estavam na porta do Centro de Treinamento. Os palmeirenses foram cobrar os péssimos resultados. As derrotas para Corinthians e Vitória tiraram o #Palmeiras do páreo pelo título e enfureceram os torcedores.

Em nota, a Mancha Alvi Verde pediu a saída de onze jogadores, entre eles o atacante Deyverson. O atacante foi indicação do técnico Cuca e se negou a cobrar pênalti contra o Barcelona do Equador pela Copa Libertadores da América.

Publicidade

Na ocasião, Egídio bateu o último pênalti e perdeu, dando a classificação para os equatorianos.

Com a vaga praticamente garantida para a edição do torneio sulamericano 2018, o Verdão pensa agora em reforços e dispensas. Pelo menos sete atletas devem deixar o elenco. Alguns jogadores que estão emprestados devem ser incorporados ao elenco, como são os casos de Victor Luiz e João Pedro. Ambos ficarão no elenco mesmo que o técnico Alberto Valentim não siga no comando técnico.

Reforços

A discussão por reforços no Palmeiras já começou. Pelo menos seis atletas devem chegar, de acordo com o jornalista Oswaldo Paschoal, da Fox Sports. O profissional garantiu que o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, do Cruzeiro, está praticamente acertado. Zeca, do Santos, também está praticamente confirmado. O atleta passou por litígio na Vila Belmiro e entrou com processo para reaver atrasos salariais.

Publicidade

Sem clima, pediu rescisão.

Outro nome forte é do meia Lucas Lima, do Santos. A única preocupação da diretoria palmeirense é que Lima não tem feito boas exibições e conversou com pessoas próximas sobre problemas pessoais. Alexandre Mattos, executivo de #Futebol, quer que o jogador resolva todas essas questões antes de vestir a camisa palmeirense.

Para evitar conflito com a diretoria do Santos, com quem tem bom relacionamento, o Palmeiras pretende avisar sobre o negócio quando as coisas estiverem adiantadas. Modesto Roma Júnior, presidente do time da Vila, teve alguns entreveros com o ex-presidente Paulo Nobre principalmente sobre negócios relacionados ao futebol. Com Galiotte o prisma mudou bastante.

Outro ponto importante que a diretoria precisa resolver é justamente a questão do treinador. Alberto Valentim ainda não provou internamente que tem condições de assumir o time. Galiotte e Mattos estão atrás de um novo técnico. #Mercado da bola