Publicidade
Publicidade

A Sociedade Esportiva #Palmeiras tenta algo que seria muito lucrativo, tanto para o alviverde da capital, quanto para o o próprio #Santos, que é o clube que o alviverde da capital está tentando negociar, pois as duas equipes podem economizar muito se não precisarem buscar reforços no mercado, assim tendo que investir dinheiro, mas sim trocando atletas que não são mais úteis para ambas equipes.

O Palmeiras está muito bem financeiramente, mas não deixa de cuidar dos seus cofres, até porque a equipe toma muito cuidado para não ter jogadores que serão inúteis no ano que vem, por esse fato que, para não causar um possível déficit nas contas da Sociedade Esportiva Palmeiras, em vez de contratar usando muito dinheiro, o clube irá utilizar jogadores, em algumas das contratações.

Publicidade

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, anunciou que dois jogadores estão liberados para negociar com quaisquer clubes no ano que vem, até porque não serão mais necessários no elenco do Palmeiras, mas mesmo com a liberação desses jogadores, a Sociedade Esportiva Palmeiras ainda detém o direito desses jogadores e pode trocá-los por outros atletas, assim ganhando mais do que vendendo.

Os jogadores liberados pelo Palmeiras são o atacante, que é tratado como uma promessa, mas teve alguns problemas de comportamento e acabou perdendo espaço por ter sido afastado por um tempo do elenco, o Róger Guedes, e o outro é o lateral-esquerdo, que foi muito criticado pela torcida e teve os pesos das derrotas jogados sobre suas costas pela torcida, o Egídio.

A diretoria do Palmeiras tem um grande objetivo, que é de reforçar a parte defensiva da equipe, por esse fato que o clube já tratou de contratar alguns reforços para as laterais, zaga e um goleiro, mas o clube ainda procura um para a lateral-direita, e o clube da baixada santista tem o Zeca, que é um lateral que atua pelos dois lados do campo [VIDEO], por esse fato que o mesmo pode ser titular, ao lado de Diogo Barbosa.

Publicidade

A contratação de Diogo Barbosa, do Cruzeiro, já foi acertada pela diretoria do clube e, agora, só falta que ambas as partes assinem o contrato, mas a proposta feita com o apoio da Crefisa e FAM (Faculdade das Américas) [VIDEO] acabou sendo irresistível para o Cruzeiro, que tem 25% dos direitos do atleta, e para o Coimbra, de Minas Gerais, que detém 75% dos direitos do jogador, pois a Sociedade Esportiva Palmeiras se propôs a pagar 4,5 milhões de euros, cerca de 17 milhões de reais para ter 100% dos direitos econômicos do jogador.