Publicidade
Publicidade

#Corinthians e #Palmeiras fizeram um jogo muito agitado. A partida era muito importante para ambas as equipes, já que o Verdão queria vencer seu arquirrival e encostar ainda mais na liderança do #Campeonato Brasileiro.

O Timão entrou em campo pressionado [VIDEO], pois o desempenho da equipe neste segundo turno é preocupante. Mesmo assim, a torcida alvinegra não deixou de apoiar. O treino de sábado (04) aconteceu na Arena Corinthians e contou com mais de 32 mil torcedores, o que demostrou total apoio aos jogadores.

No jogo contra o Palmeiras, o estádio corintiano contou com mais de 46 mil torcedores. Agora, esse número é o novo recorde da Arena.

Publicidade

Vale destacar que o clássico só tinha torcedores do Timão, já que os clássicos paulistas só podem contar com a presença da torcida mandante.

Além de ser muito agitada, a partida foi equilibrada, mas o resultado foi favorável para o Corinthians [VIDEO], que venceu pelo placar de 3 a 2, com gols de Jô, Balbuena e Romero. Os gols do Palmeiras foram marcados por Mina e Moisés.

Palmeirenses revoltados com arbitragem

O Palmeiras não ficou satisfeito com a atuação da arbitragem no decorrer do jogo. O Verdão argumenta sobre três erros primordiais na partida: o volante Gabriel deveria ter recebido o terceiro cartão amarelo, gol impedido do atacante Romero e um pênalti duvido em Jô.

O técnico palmeirense Alberto Valentim destaca o gol irregular marcado por Romero, o primeiro da partida: "Tomamos um gol muito rápido em um pênalti que parece que aconteceu, mas a arbitragem errou no primeiro gol.

Publicidade

Estava muito impedimento. Ainda estava 0 a 0 e por isso acho que o resultado foi injusto. Depois disso, tivemos que correr atrás".

Outro acontecimento que deixou o técnico do Palmeiras insatisfeito com a arbitragem do jogo foi um possível cartão amarelo que o volante Gabriel teria que receber, pois, segundo o treinador, o jogador do Corinthians entrou em campo sem a autorização do árbitro: “Nunca vi um jogador estar fora de campo e entrar sem autorização”.

Outro que não gostou da atuação da arbitragem foi o presidente Maurício Galiotte: "Não foi pelos erros do árbitro que o Palmeiras perdeu. O Corinthians jogou bem melhor, fez um bom primeiro tempo. Estamos reclamando porque fizemos um trabalho sério, comparável a de um time da Europa, e um erro de cumprimento de regra compromete o clássico".

Com a vitória sobre o Palmeiras, o Corinthians abriu seis pontos de vantagem em relação ao segundo colocado Santos. O Palmeias ocupa a quarta colocação, com oito pontos de diferença em relação ao líder.